Tamanho do texto

Uma das atletas mais famosas do WWE, Paige contou como foram seus dias após ter conteúdo íntimo vazado nas redes sociais

A lutadora de WWE Saraya-Jade Bevis, a Paige, teve suas fotos íntimas vazadas
Reprodução
A lutadora de WWE Saraya-Jade Bevis, a Paige, teve suas fotos íntimas vazadas

No início de 2017, a lutadora Saraya-Jade Bevis, conhecida como Paige, teve fotos íntimas e vídeos de sexo vazados na internet. Uma das atletas mais famosas do WWE , a jovem britânica viveu dias de terror depois de ver seu conteúdo pornogáfico circulando pelas redes sociais sem a sua permissão. Em entrevista ao podcast Chasing Glory , ela comentou os traumas que sofreu pelas consequências da exposição.

LEIA TAMBÉM: Vídeos de sexo e fotos íntimas vazam e lutadora pode ser expulsa do WWE

"Aquilo me assustou, vi as pessoas invadindo a minha privacidade e muitas vezes, eu não queria nem sair de casa. As pessoas me olhavam com olhos ruins. Um dia, estava em um bar e um homem virou para mim e disse: 'essa é a atriz pornô '. Eu fui chorar no banheiro e então depois disso, eu fiquei isolada e sozinha em casa por vários meses", contou a lutadora de 25 anos de idade.

Abalada, Paige revelou ter pensado em se matar. "Eu estava tão triste que cogitei o suicídio . Eu cheguei a ficar muito magra e tive um colapso. No hospital, eles me disseram que era anorexia induzida pelo estresse", revelou. "Eu não estava comendo, eu não estava dormindo e ainda perdi todo o meu cabelo. Agora eu tenho aplique, porque meus fios caíram todos por conta do estresse".

LEIA TAMBÉM: Imagem forte! Orelha de boxeador inglês quase é arrancada durante luta

Fotos íntimas de Paige vazaram na internet
Reprodução
Fotos íntimas de Paige vazaram na internet

LEIA TAMBÉM: Atriz pornô revela que quer entrar para o mundo da luta nos Estados Unidos

Declarações

Logo após o vazamento do conteúdo pornográfico, Paige se pronunciou por meio de sua conta do Twitter. "As minhas fotos pessoais e privadas foram roubadas e, infelizmente, compartilhadas publicamente sem o meu consentimento", disse.

A mãe da lutadora, Saraya Knight, também se pronunciou a respeito. "Nós fomos hackeadas. E por desgraça, minha filha tinha essas fotos e vídeos há anos. Meu marido e eu a apoiamos 100%, ela não tem culpa", disse Saraya.

    Leia tudo sobre: luta