Tamanho do texto

Boxeador filipino conheceu seu sétimo resultado negativo no último dia 2, mas ele, que também é senador em seu país, não deve parar tão cedo

Manny Pacquiao perdeu duelo no último dia 2 de julho e, mesmo com 38 anos, continuará na ativa
Arquivo iG
Manny Pacquiao perdeu duelo no último dia 2 de julho e, mesmo com 38 anos, continuará na ativa

O pugilista filipino Manny Pacquiao usou suas redes sociais para informar que, mesmo com a derrota confirmada para Jeff Horn, duelo que aconteceu no último dia 2, no Suncorp Stadium, em Brisbane, Queensland, na Austrália, não vai abandonar o esporte que o consagrou mundialmente.

Leia também: Ring girl é vetada de evento de boxe por causa do seu corpo: seios muito grandes

"Eu amo esse esporte e até que essa paixão não acabe, eu irei continuar a lutar por Deus, minha família, meus fãs e meu país", escreveu o Manny Pacquiao , boxeador de 38 anos, nesta quarta-feira.

I love this sport and until the passion is gone, I will continue to fight for God, my family, my fans and my country.

Uma publicação compartilhada por Manny Pacquiao (@mannypacquiao) em

Na última terça-feira, o filipino recebeu a resposta de uma consultoria independente que analisou o resultado de sua luta contra Jeff Horn, que ocorreu no dia 2 de julho. A análise foi solicitada pela Organização Mundial de Boxe (WBO) após um pedido do governo filipino.

Leia também: Lenda do boxe, Manny Pacquiao é eleito para o Senado nas Filipinas

Os especialistas mantiveram a vitória de Horn por pontos, assim como ocorreu no dia da disputa. Mesmo que a vitória fosse dada a Pacquiao, a entidade já havia informado que não mudaria o resultado do combate.

Com a derrota, o filipino perdeu o cinturão dos meio-médios para Horn, mas no contrato assinado há a possibilidade de uma revanche do combate. Especula-se que a nova luta seja marcada para novembro. Agora o cartel de Manny tem 68 lutas conta com 59 vitórias, sete derrotas e ainda dois empates.

Leia também: Manny Pacquiao cancela curta aposentadoria para voltar aos ringues

A superluta contra Mayweather

Talvez o maior duelo da vida de Manny Pacquiao tenha sido contra o badalado e invicto norte-americano Floyd Mayweather, em maio de 2015. Ele foi derrotado naquela luta, que aconteceu em Las Vegas, nos Estados Unidos. Estima-se que a bolsa paga por este duelo tenha chegado aos 250 milhões de dólares (cerca de R$ 810 milhões, na cotação atual).