Tamanho do texto

Aos 28 anos, Lucas Mineiro desafiou Elias Boudegzdame ainda no cage e duelo pelo cinturão dos penas deve acontecer após período do Ramadã

O brasileiro Lucas Mineiro estreou no Brave com uma vitória sobre Fabian Galvan - finalização no segundo round -, na terceira edição do evento de MMA, que aconteceu em São José dos Pinhais, no Paraná. Na última sexta-feira, o lutador conheceu seu próximo adversário, o argelino Elias Boudegzdame, que sagrou-se campeão após vencer Masio Fullen. A luta, no entanto, ainda não tem data e lugar definidos.

Leia também: Saiba tudo sobre Luta no iG Esporte

Em entrevista ao "Combate", Lucas Mineiro, primeiro desafiante ao cinturão dos penas da organização, disse que a luta pode acontecer em solo brasileiro, mas que, por conta do adversário ser muçulmano e estar no período do Ramadã, onde seguem-se uma dieta alimentar restrista, deve demorar pelo menos mais de um mês.

Lucas Mineiro deve fazer luta pelo título dos penas em solo brasileiro contra Elias Boudegzdame
Jason Silva / Divulgação BRAVE
Lucas Mineiro deve fazer luta pelo título dos penas em solo brasileiro contra Elias Boudegzdame

"Ainda não tivemos nenhuma conversa com a organização, mas parece que eles estão querendo voltar ao Brasil e fazer a luta pelo título aqui. Na verdade, eu já estou treinando para perder peso, mas ainda não focado no adversário. Ele vai ter que ficar um período sem lutar por causa do Ramadã, mas, o quanto antes essa luta acontecer, melhor para mim", revelou.

Mineiro disse ainda que estuda a técnica do próximo adversário muito antes dele se tornar campeão, mas que para sair vencedor do duelo, irá precisar de um rápido nocaute.

Leia também: Cormier assume que seu legado depende de uma vitória sobre Jon Jones

"Entrei nesse evento para ser campeão, fiz uma luta aqui no Brasil que me credenciou a disputar o cinturão e, agora, vou treinar ainda mais forte, mais duro, pra conquistar esse objetivo. Antes mesmo da luta entre o Elias e o Fullen, eu já estava estudando eles dois, mas vi que o Elias tem um bom jogo de chão, um jiu-jítsu justo. Só que eu vou me preparar muito e vou querer que essa luta acabe em pé, tentar um nocaute, como sempre busco nas minhas lutas", continuou.

Cartel

Lucas, hoje com 28 anos, já passou pelo UFC, mas não obteve sucesso na mais famosa organização de MMA do mundo - três derrotas, as únicas do cartel, que tem ainda 19 triunfos. Ele agradeceu ao Brave pela oportunidade de lutar pelo título rapidamente.

"O evento é muito bom e a organização, realmente, surpreendeu. Estou gostando bastante e sinto vontade de lutar, por isso, agradeço a oportunidade que me foi dada de estrear e, agora, disputar o cinturão. Teve a troca de adversário em cima da hora, na véspera da pesagem, e eu tive que me adaptar ao estilo do meu novo oponente. Mas foi tranquilo. Fui um pouco mais cauteloso, mas o importante foi que saí com a vitória e que me deixou em condições de disputar o título", finalizou.

Leia também: Atleta morre durante processo para perder peso antes de luta

A luta entre Lucas Mineiro Martins e Elias Boudegzdame ainda não tem data, mas, assim que o período sagrado dos muçulmanos passar, ela deve acontecer.

    Leia tudo sobre: Luta