Tamanho do texto

"Queria lutar em janeiro, não deu, fevereiro não deu, março não deu, mas, se Deus quiser, até maio ou abril a gente está lutando", afirmou José Aldo

O brasileiro José Aldo aguarda decisão do UFC para voltar a lutar; ele ainda disparou contra o rival Conor McGregor
Divulgação
O brasileiro José Aldo aguarda decisão do UFC para voltar a lutar; ele ainda disparou contra o rival Conor McGregor

Campeão linear dos pesos penas e sem lutar desde julho do ano passado, o brasileiro José Aldo segue à espera de uma definição feita pelo UFC para saber quem será o seu próximo adversário. Enquanto isso, o manauara disse, em entrevista ao canal " Combate ", como tem feito para não ficar totalmente parado.

LEIA MAIS: Tudo sobre lutas no iG Esporte

"Agora eu estou parado, não sei, só estou jogando futevôlei, um futebolzinho. Mas sei que já já a gente está de volta. Só estou esperando eles mandarem a mensagem para eu entrar em forma no treinamento. Geralmente eu costumo me manter treinando, mas não focado em nada", afirmou José Aldo .

O lutador chegou a falar em aposentadoria no final do ano passado, logo após a organização anunciar que Mc Gregor lutaria pelo cinturão dos leves antes de unificar o título dos penas com ele. Após desistir de parar, ele espera enfrentar, muito provavelmente, Max Holloway, em, no máximo, quatro meses.

LEIA MAIS: Gabi Castrovinci vence luta, segue invicta e mantém cinturão

"Não sei. vamos esperar. Ficamos na torcida aqui. Não quero ficar muito tempo sem lutar. Lutei em julho do ano passado, já estou doido pra lutar agora. Queria lutar em janeiro, não deu, fevereiro não deu, março não deu, mas, se Deus quiser, até maio ou abril a gente está lutando", disse.

Conor McGregor

Sobre Mc Gregor, para quem perdeu em dezembro de 2015, o brasileiro de 30 anos não poupou as palavras. "Tomara que o Conor tome bem no olho do "uc" dele, isso que é importante para mim, estou pouco me lixando para ele. Já falei que ele é um m..., então para mim o que ele faça ou deixe de fazer, não estou nem aí, me preocupo comigo. Estou treinando, quero defender meu cinturão, quero voar voos mais altos, e quanto ao resto, para mim é resto, pouco me importa o que ele faça ou deixe de fazer, o problema é dele", disparou contra o irlandês.

LEIA MAIS: Ele vendia balas no trem e agora luta boxe profissionalmente

Por fim, ele falou sobre um possível plano de lutar boxe e, ao contrário, do algoz, quer começar por baixo, e não contra um campeão.

"Para mim primeiramente não é valores, deixo bem claro isso. Graças a Deus, o UFC e o MMA me deram muitas coisas. Eu penso nisso sim, fazer uma carreira no boxe, mas quero começar debaixo, começar do zero, quero me ranquear até um dia disputar um cinturão, não quero lutar por lutar, por dinheiro, pegar grana de luta ou desafiar qualquer outro campeão. Eu respeito, é uma modalidade nova, o boxe é muito antigo, é tradicional, respeito a todos os boxeadores. Quero fazer uma carreira dentro do boxe, e esse era o meu maior sonho, um dia poder ostentar tanto campeão no MMA quanto campeão no boxe" finalizou José Aldo

    Leia tudo sobre: Luta