Tamanho do texto

Com o brasileiro em campo, time de José Mourinho fez 6 a 2 no Rayo Vallecano , em partida disputada em Madri

Após dois jogos sem vencer no Espanhol, o Real Madrid até tomou um susto, mas conseguiu golear o Rayo Vallecano, neste sábado, no Santiago Bernabéu. O time de José Mourinho levou um gol logo no primeiro tempo do jogo, mas conseguiu virar e aplicar 6 a 2 no rival. A vitória acontece no momento em que o português começa a ser questionado pelo seu trabalho. A campanha do time era a pior desde a passagem de Luxemburgo pelo clube em 2005 .

Kaká começou a partida como titular e saiu na metade do segundo tempo. O brasileiro sofreu um pênalti, convertido por Cristiano Ronaldo, e deu uma assitência para outro gol do atacante português, que marcou três vezes. Varane, Benzema e Higuaín fizeram os outros gols do Real Madrid. Michu e Tamudo marcaram para o Rayo.

Com a vitória, o Real Madrid soma 10 pontos e está na terceira colocação. Já o Rayo tem cinco e está na décima primeira posição.

O jogo
O Real Madrid começou mal a partida, sofrendo um gol logo no início. Aproveitando-se do rebote de Casillas no chute de Tamudo, Michu fez o primeiro do Rayo Vallecano. Apesar disso, o time de José Mourinho conseguiu virar ainda no primeiro tempo.

Para buscar o empate, Mourinho esperou apenas 28 minutos para realizar a primeira mudança: Lass Diarra saiu, para a entrada do meia alemão Ozil. Pouco depois, Higuaín chegou a marcar, mas por estar impedido, teve seu gol anulado.

Veja fotos da rodada do Campeonato Espanhol:


Aos 38, porém, o Rayo Vallecano não teve o que fazer. Em um contragolpe bem montado, Cristiano Ronaldo voltou a resolver para o time merengue, marcando o tento de empate em Madri. No fim da primeira etapa, em jogada ensaiada, Higuaín aproveitou-se do desvio de Sergio Ramos para fazer o segundo do Real na partida.

Querendo ampliar a vantagem, o Real começou pressionando e teve Kaká como peça fundamental para ampliar o resultado. O brasileiro sofreu falta dentro da área, e o árbitro assinalou a penalidade. Cristiano Ronaldo bateu bem e fez o seu segundo no jogo, o terceiro do Madrid.

Na sequência, porém, novamente Michu fez para o Rayo Vallecano, que ainda teve em seu favor a expulsão do argentino Di Maria. Com um a menos, Mourinho aproveitou para mudar a equipe duas vezes: saíram Kaká e Higuaín para as entradas de Khedira e Benzema, respectivamente.

Mesmo com a desvantagem numérica, Varane, aos 22 minutos, e Benzema, aos 28, fizeram com que o Real abrisse três tentos de distância no placar. Dani ainda faria um pênalti em Cristiano Ronaldo, para que o português convertesse o lance, marcando o sexto do Real.

Com o resultado, o time merengue chegou aos dez pontos, apenas dois atrás do líder Bétis. O Rayo Vallecano, por sua vez, para nos cinco pontos, ainda na parte intermediária da classificação no Espanhol.

* com informações da Gazeta Esportiva

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.