Tamanho do texto

Diante de um adversário fraco, seleção brasileira não encontrou dificuldades e construiu fácil goleada para público bem baixo no Beira-Rio

Lance


Jogadores brasileiros
Pedro Martins / MoWA Press
O Brasil goleou Honduras por 7 a 0 no último amistoso antes do início da Copa América

Anota a placa! Sem qualquer dificuldade, o Brasil atropelou Honduras, no último amistoso de preparação para a disputa da ​Copa América , com uma goleada por 7 a 0, neste domingo (9), no Beira-Rio. A seleção comandada por Tite não sentiu a ausência de Neymar, cortado por lesão, diante de um adversário frágil que não ofereceu resistências.

Leia também: Cristiane faz três e Brasil vence a Jamaica na estreia da Copa feminina

Os gols brasileiros foram marcados por Gabriel Jesus, duas vezes Thiago Silva, Philippe Coutinho, David Neres, Firmino e Richarlison. O Brasil faz o jogo de abertura e a estreia no torneio continental, pelo Grupo A, na sexta-feira (14). A seleção vai encarar a Bolívia, no Morumbi, às 21h30 (de Brasília).

Passeio no Beira-Rio

Diante de uma adversário bem mais frágil, a seleção brasileira impôs o ritmo e dominou as ações em Porto Alegre, desde o apito inicial. A equipe montada por Tite, mostrou um bom jogo coletivo, com uma distribuição de jogadas diversificada e os gols não demoraram a sair. Aos sete minutos, Gabriel Jesus abriu o placar, de cabeça depois de um cruzamento na medida de Daniel Alves, resultado de tabelinha com Richalison. O gol precisou ser validado pelo árbitro de vídeo. Cinco minutos depois foi a vez de Thiago Silva ampliar, com outro cabeceio da primeira trave, em cobrança de escanteio ensaiada com Philippe Coutinho.

Coutinho brilha, Arthur preocupa

O camisa 11 do Brasil foi um dos destaques do primeiro tempo e supriu bem o papel de Neymar na criação. Além da assitência para Jesus, movimentou-se bastante e marcou o terceiro gol canarinho, ao converter um pênalti sofrido por Richarlison, outro que foi bem na partida. Coutinho também carimbou a trave duas vezes em chutes de fora da área. A única preocupação ficou por conta da lesão de Arthur, que levou uma pancada no joelho e deixou o campo de maca, com expressão de muita dor, para dar lugar a Allan.

O primeiro gol de Neres

Na volta do intervalo, o Brasil rodou o elenco com as entradas de Éder Militão, Fernandinho, Firmino, Everton e Miranda. A dinâmica da partida continuou a mesma e a equipe ampliou logo no primeiro minuto, novamente com Gabriel Jesus, que tocou na saída do goleiro para tornar-se o artilheiro da “Era Tite”, com 16 gols. Em seguida, foi a vez de David Neres deixar boa impressão ao marcar o seu primeiro gol com a camisa verde e amarela. O camisa 7 recebeu de Filipe Luís e venceu López, com categoria para abrir cinco gols de vantagem.

Vitória para dar moral

Mesmo com a goleada assegurada, o Brasil não tirou o pé do acelerador. Em ritmo de treino de luxo, a seleção ainda faria mais dois gols para ir para a estreia na Copa América com a moral elevada. Firmino e Richarlison deixaram os deles e decretaram o placar final. Do outro lado do campo, Alisson saiu com o uniforme intacto, sem ser ameaçado pelos hondurenhos.

Leia também: Cristiane se torna a jogadora mais velha a fazer três gols em Copas do Mundo

FICHA TÉCNICA

BRASIL 7 x 0 HONDURAS

Data/Hora: 09/06/2019, às 16h (de Brasília)
Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)
Gramado: Bom
Público/Renda: 16.521/ R$ 1.202.890
Árbitro: Andrés Cunha (URU) Nota L! - 6,5: Tranquilo, não influenciou o resultado.
Auxiliares: Gabriel Popovits (URU) e Carlos Barrero (URU)
Árbitro de vídeo: Daniel Fedorczuk (URU)
Cartões amarelos: Casemiro (BRA); Rojas (HON)
Cartão vermelho: Quioto, 28’/1ºT (HON)

Gols: Gabriel Jesus (7’/1ºT, 1-0 e 1’/2ºT, 4-0), Thiago Silva (12’/1ºT, 2-0), Philippe Coutinho (36’/1º T, 3-0), David Neres (10’/2ºT, 5-0), Firmino (19’/2ºT, 6-0), Richarlison (24’/2ºT, 7-0)

BRASIL: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos (Éder Militão, intervalo), Thiago Silva (Miranda, 31’/2ºT) e Filipe Luís; Casemiro (Fernandinho, intervalo), Arthur (Allan, 31’/1ºT) e Philippe Coutinho (Everton, 20’/2ºT); David Neres, Gabriel Jesus (Firmino, 8’/2ºT) e Richarlison. Técnico: Tite.

HONDURAS: Luis López; Crisanto, Henry Figueroa, Maynor Figueroa e Izaguirre (Alvarado, 34’/2ºT); Bryan Acosta (Jorge Alvárez, intervalo), Garrido (Castellanos, 26’/2ºT) e Alexander López (Beckeles, 26’/2ºT); Elis, Rojas (Chirinos, 2’/2ºT) e Quioto. Técnico: Fabián Coito.

    Leia tudo sobre: futebol