Tamanho do texto

Depois de um primeiro tempo sem encontrar espaços, Brasil decide em poucos minutos logo no início da etapa final e vence anfitriões da Copa

No palco da abertura e da final da Copa do Mundo de 2018, o Estádio Olímpico de Luzhniki, em Moscou, o Brasil enfrentou a Rússia, nesta sexta-feira, e bateu os anfitriões com tranquilidade, por 3 a 0 (assista aos gols do duelo mais abaixo). A partida serviu para o técnico Tite testar novas opções em posições que ainda não estão fechadas para o Mundial. Pelo lado russo, o técnico Stanislav Cherchesov terá que trabalhar para melhorar seu time se quiser ao menos passar de fase na Copa.

Leia também: Além do preço, veja as diferenças nas três camisas da seleção brasileira

Miranda celebra primeiro gol do Brasil diante da Rússia, em amistoso em Moscou
Pedro Martins / MoWA Press
Miranda celebra primeiro gol do Brasil diante da Rússia, em amistoso em Moscou

Os gols da partida foram feitos na segunda etapa e em um intervalo de apenas 14 minutos. Miranda abriu o placar aos sete, Philippe Coutinho fez o segundo gol aos 17 e Paulinho fechou o placar aos 21 minutos. A Rússia chegou a ameaçar em alguns momentos, mas pecou na finalização e mostrou ser um time muito inexperiente e que deve sofrer na Copa de 2018. O Brasil, por sua vez, conseguiu se virar bem sem o seu principal jogador: Neymar. Douglas Costa, substituto direto, jogou os 90 minutos e correspondeu. Outra opção do técnico Tite, Willian no lugar de Renato Augusto, também deu certo.

O jogo

A primeira chance da partida foi brasileira. Daniel Alves lançou para Gabriel Jesus e o camisa 9 dominou e chutou bem, mas o goleiro Akinfeev defendeu com os pés. Apesar de dominar a partida e praticamente não dar chances para a Rússia e ficando com a bola no pé, o Brasil sofreu com a forte marcação e o adversário fechado.

Até os 28 minutos, apenas o time de Tite havia chutado ao gol, com Willian, Philippe Coutinho e Gabriel Jesus. A primeira finalização russa foi de Golovin, de fora da área, para defesa tranquila de Alisson. Após o Brasil perder a bola no meio-campo, a Rússia avançou com superioridade númerica e a gorduchinha ficou com Smolov, que chutou de fora da área e obrigou Alisson a fazer boa defesa, aos 31 minutos. Foi o segundo chute consecutivo dos donos da casa.

Dois minutos mais tarde, Douglas Costa recebeu de Philippe Coutinho, entrou pela esquerda e bateu firme, mas a bola foi na rede pelo lado de fora. Em jogada rápida, aos 35, a Rússia avançou bem e chegou novamente. Após belo toque de calcanhar de Miranchuk, no entanto, Zobnin bateu de canela e a bola saiu sem perigo.

E a Rússia seguiu em cima. Na sequência, Smolov chegou pela esquerda e cruzou rasteiro para Miranchuk finalizar de primeira. A bola, porém, subiu, mesmo o russo chutando próximo da pequena área. Grande chance perdida da equipe anfitriã da Copa de 2018.

Depois de dominar a partida no início, chegando a ter mais de 70% de posse de bola, o Brasil deixou a Rússia gostar do jogo e passou a encontrar dificuldades em atacar, perdendo muitas bolas no meio e com pouca criatividade. Aos 44, Paulinho e Gabriel Jesus tabelaram e a zaga afastou. Na cobrança de escanteio, Paulinho cabeceou livre, mas o goleiro defendeu. Aos 46, o árbitro apitou o final do primeiro tempo da partida.

A segunda etapa começou agitada. Logo aos dois minutos, Douglas Costa fez bela jogada pela esquerda, inverteu para Willian, que apenas ajeitou para Paulinho. Na cara do gol, o meio-campista finalizou fraco e Akinfeev defendeu. Coutinho, no rebote, chutou por cima do gol. Dois minutos depois, Daniel Alves tentou de fora da área, mas a bola saiu fraca e o arqueiro defendeu com tranquilidade.

Leia também: Convocação de Ismaily para amistosos da seleção gera alvoroço na internet

Aos seis minutos, após um bate e rebate, a bola sobrou para Jesus na direita. Ele cruzou para Willian, que chegou chutando. A bola desviou na defesa russa e bateu no rosto de Akinfeev. Na cobrança de escanteio, Thiago Silva cabeceou e o goleiro defendeu novamente, mas no rebote Miranda apareceu para finalizar e abrir o placar em Mouscou.

Sete minutos mais tarde, Coutinho fez grande jogada e chutou rasteiro. No meio do caminho, Paulinho, na pequena área, desviou, mas errou novamente e a Akinfeev defendeu. Aos 16, o volante brasileiro recebeu novamente dentro da área e desta vez Golovin impediu o chute com um puxão. Pênalti para o Brasil. Na cobrança, Philippe Coutinho bateu bem e ampliou para a seleção verde e amarela.

Daniel Alves e Phillipe Coutinho se abraçam após camisa 11 marcar o segundo gol brasileiro
Pedro Martins / MoWA Press
Daniel Alves e Phillipe Coutinho se abraçam após camisa 11 marcar o segundo gol brasileiro

Abriu a porteira. Aos 21 minutos, Willian fez boa jogada pela parte direita da área e cruzou na cabeça de Paulinho, livre dentro da pequena área, que apenas cabeceou para o fundo das redes. Após perder dois gols e sofrer o pênalti, o meio-campista finalmente deixou o dele.

Logo depois, aos 23, a Rússia tentou responder rapidamente com Dzagoev, que recebeu de Anton Miranchuk dentro da área. Ele conseguiu limpar a marcação, mas na hora do chute, errou o alvo. Aos 28, Douglas Costa recebeu na área, perdeu ângulo e bola ficou com Willian, que bateu, mas foi travado pela defesa.

Aos 31, os russos cruzaram e Daniel Alves errou ao tentar afastas, Dzagoev pensou rápido e tentou encobrir Alisson, mas antes que a bola entrasse, Thiago Silva desviou e bateu na trave. Na sequência, a defesa brasileira afastou de vez. Os anfitriões tentaram chegar mais algumas vezes, como em cobrança de falta frontal com Dzagoev, mas ele bateu por fora. 

Ficha técnica

Rússia 0 x 3 Brasil

Data: Sexta-feira, 23 de março, às 13h (de Brasília)

Local: Estádio Olímpico de Luzhniki, em Moscou, na Rússia

Árbitro: Aleksei Kulbakov (BLR)

Auxiliares: Dzmitry Zhuk e Aleh Maslianka (ambos BLR)

Cartões amarelos: Não houve

Gols: Miranda, aos 7'/2ºT (1-0), Philippe Coutinho, aos 17'/2ºT (2-0), Paulinho, aos 21'/2ºT (3-0)

Rússia: Akinfeev, Samedov (Smolkov, aos 34'/2ºT)), Kutepov, Granat, Kudryashov e Kombarov (Zhirkov, aos 30'/2ºT); Glushakov (Anton Miranchuk, aos 18'/2ºT), Zobnin (Erokhin, aos 39'/2ºT), Golovin e Aleksey Miranchuk (Dzagoev, aos 8'/2ºT); Smolov (Zabolotnyi, aos 26'/2ºT).
Técnico: Stanislav Cherchesov.

Brasil: Alisson, Daniel Alves (Fagner, aos 38'/2ºT), Thiago Silva, Miranda (Pedro Geromel, aos 40'/2ºT) e Marcelo; Casemiro, Paulinho (Renato Augusto, aos 25'/2ºT) e Philippe Coutinho (Fred, aos 33'/2ºT); Willian (Taison, aos 34'/2ºT), Douglas Costa e Gabriel Jesus (Roberto Firmino, aos 19'/2ºT).
Técnico: Tite.

Leia também: Convocado por Tite, Neto é o goleiro com mais defesas no Campeonato Espanhol

O Brasil voltará a campo para amistoso contra a Alemanha no primeiro encontro entre as seleções principais desde a Copa do Mundo de 2014 na próxima terça-feira, às 15h45, em Berlim.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.