Tamanho do texto

Árbitro de vídeo entrou em ação para marcar uma penalidade para seleção brasileira. Neymar marcou um gol de pênalti e ainda perdeu outra cobrança

Neymar fez o primeiro gol do Brasil contra o Japão, batendo pênalti
Pedro Martins / MoWA Press
Neymar fez o primeiro gol do Brasil contra o Japão, batendo pênalti

A seleção brasileira não teve muitas dificuldades no amistoso diante do Japão, país que também está classificado para Copa do Mundo do ano que vem, e venceu o duelo realizado na cidade de Lille, na França: 3 a 1. Foi o primeiro jogo de Tite comandando o Brasil em território europeu.

Leia também: Neymar elogia Tite e diz que ele resolveu problemas na seleção: "Deu liga"

Com o triunfo, o Brasil manteve o tabu de nunca ter perdido para o Japão em toda sua história. Agora são 12 confrontos entre as seleções principais, com 10 vitórias brasileiras e outros dois empates.

O time verde e amarelo volta a campo na próxima terça-feira, dia 14 de novembro, fechando sua participação no ano de 2017 diante da Inglaterra. O amistoso será no estádio de Wembley, em Londres, a partir das 18h (de Brasília).

Giuliano foi titular da seleção brasileira no amistoso
Pedro Martins / MoWA Press
Giuliano foi titular da seleção brasileira no amistoso

Como já havia adiantado na véspera do duelo, o técnico Tite usou a partida para fazer algumas observações em cima de jogadores que ainda tentam garantir um lugar na Copa de 2018. Por isso, o zagueiro Jemerson, o lateral-direito Danilo e o meio-campista Giuliano foram titulares.

O jogo

Pressionando os japonses desde os primeiros minutos de partida, a seleção brasileira abriu o placar logo aos 10 minutos, após pênalti cometido por Yoshida sobre Fernandinho - o juiz teve o auxílio do VAR (árbitro de vídeo) para anotar a infração. Na batida, Neymar colocou no canto e balançou as redes.

Leia também: Estão confirmadas as oito seleções cabeças de chave da Copa 2018; confira

Sete minutos mais tarde, Yamaguchi derrubou Gabriel Jesus na área e a arbitragem assinalou outra penalidade para o Brasil, mas dessa vez Neymar parou em defesa do goleiro Kawashima, que mandou para escanteio. Mas nem adiantou muito, porque na cobrança do tiro de canto, Marcelo pegou rebote e mandou uma bomba de fora da área para ampliar. E de perna direita.

Neymar tenta passar pela marcação de Sakai
Pedro Martins / MoWA Press
Neymar tenta passar pela marcação de Sakai

O Japão quase diminuiu aos 30 minutos em cobrança de falta de Yoshida, mas a bola explodiu no travessão de Alisson. Na sequência, saiu o terceiro gol dos brasileiros: Willian recebeu na área e rolou para Danilo, que cruzou de primeira para Gabriel Jesus deixar sua marca, livre na segunda trave.

A etapa final começou com Cássio no lugar de Alisson, e o goleiro do Corinthians já teve que trabalhar nos primeiros minutos em finalização de Asano. Aos 17, o arqueiro brasileiro não conseguiu defender a cabeçada de Makino, que subiu nas costas de Jemerson e escorou para as redes após cobrança de escanteio.

Tite fez muitas alterações no decorrer do segundo tempo colocando e o Brasil não teve criatividade para buscar mais gols - entraram Diego Souza, Taison , Douglas Costa, Alex Sandro e Renato Augusto. Mas também não sofreu na defesa, já que os japoneses mal incomodaram. Aos 42, Sugimoto chegou a marcar de cabeça, mas a arbitragem anotou impedimento e anulou o tento.

Vale ressaltar que o VAR entrou em ação outra vez no duelo, fazendo o árbitro aplicar cartão amarelo para Neymar em disputa de bola. O camisa 10 acertou o adversário japonês com um tapa.

Leia também: Conheça o hotel que vai abrigar seleção brasileira na Copa do Mundo de 2018

FICHA TÉCNICA

BRASIL 3 x 1 JAPÃO

Local : Estádio Pierre-Mauroy, em Lille, na França
Data : 10 de novembro de 2017, sexta-feira
Horário : 10h00 (de Brasília)
Árbitro : Benoit Bastien (FRA)
Assistentes : Hicham Zakrani (FRA) e Frédéric Haquette (FRA)
Árbitros de vídeo : Nicolas Rainville (FRA) e Amaury Delerue (FRA)
Cartão amarelo : Yoshida, Haraguchi, Ideguchi, Sakai (JAP); Neymar (BRA)

GOLS
BRA: Neymar, aos 10'; Marcelo, aos 17'; Gabriel Jesus, aos 30' do 1º tempo
JAP: Makino, aos 17' do 2º tempo

JAPÃO : Eiji Kawashima; Yuto Nagatomo, Maya Yoshida, Tomoaki Makino e Hiroki Sakai; Makoto Hasebe (Takashi Inui), Yosuke Ideguchi (Wataru Endo) e Hotaru Yamaguchi; Genki Haraguchi (Ryota Morioka), Yuya Osako (Kenyu Sugimoto) e Yuya Kubo (Takuma Asano). Técnico: Vahid Halilhodžic

BRASIL : Alisson (Cássio); Danilo, Thiago Silva, Jemerson e Marcelo (Alex Sandro); Casemiro, Fernandinho e Giuliano (Renato Augusto); Willian (Taison), Neymar (Douglas Costa) e Gabriel Jesus (Diego Souza). Técnico: Tite


    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.