Tamanho do texto

Seleção saiu na frente com gol de Willian, mas Falcao García empatou; com resultado, Tite perde os 100% de aproveitamento nas Eliminatórias

Classificado para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018, e com o primeiro lugar das Eliminatórias sul-americanas garantido, o Brasil enfrentou a Colômbia no estádio Metropolitano Roberto Meléndez, em Barranquilla, na Colômbia, e empatou por 1 a 1, chegando ao décimo jogo seguido de invencibilidade, mas perdendo os 100% de aproveitamento na competição desde que Tite assumiu.

Leia também: Revista coloca Neymar e Paulinho entre as piores contratações da temporada

O gol brasileiro foi marcado por Willian, no final do primeiro tempo, e o colombiano por Falcao Garcia no início do segundo. O resultado faz o Brasil chegar aos 37 pontos e com a possibilidade de atingir 43 e igualar o recorde da Argentina nas Eliminatórias para a Copa de 2002. A Colômbia, por sua vez, chegou aos 26 pontos e segue muito bem encaminhada para garantir a vaga no Mundial.

Willian foi o autor do gol do Brasil no empate com a Colômbia, em Barranquilla
Pedro Martins / MoWA Press
Willian foi o autor do gol do Brasil no empate com a Colômbia, em Barranquilla

Este foi o 13º jogo de Tite no comando da seleção brasileira. Agora são 11 vitórias, um empate e uma derrota (em amistoso contra a Argentina). São 32 gols marcados e apenas quatro sofridos.

O jogo

A partida no Estádio Metropolitano de Barranquilla começou equilibrada e, apesar de nenhuma chance clara ser criada até os dez minutos, o Brasil ficava mais com a bola. Em falta cobrada por Daniel Alves no melhor estilo Cristiano Ronaldo, o goleiro Ospina passou o primeiro susto.

Depois de cobrança de escanteio de Willian, Paulinho ganhou dividida e dentro da pequena área a bola sobrou para Fernandinho, mas a zaga conseguiu abafar e o chute saiu prensado. Na sequência, o árbitro venezuelano anotou falta de ataque.

Leia também: Escudo do San Lorenzo estampará 'Papamóvel' durante visita à Colômbia

Por conta do forte calor, a partida foi paralisada aos 23 minutos para que os jogadores se hidratassem. E a parada foi boa para a seleção brasileira. Aos 27, Neymar tentou invadir a área e a bola sobrou na meia-lua para Firmino, que chutou no canto, mas Ospina salvou a Colômbia.

Aos 31 minutos, a bola foi alçada na área brasileira e Thiago Silva, na disputa com Falcao García, acabou cabeceando contra a própria meta, mas Alisson estava atento e espalmou para escanteio. Logo depois, em contra-ataque, Neymar ganhou de Arias com toque de cabeça e entrou sozinho na área, mas sem ângulo, tentou o cruzamento para Firmino, entretanto o jogador do Liverpool não chegou a tempo de desviar para o gol.

Já no fim do primeiro tempo, James Rodriguez cobrou falta rasteira no canto e Alisson segurou firme. Neymar mais uma vez! Novamente pelo lado esquerdo, Neymar invadiu a área e tentou o chute chapado, mas a defesa travou o chute. Na sequência, o camisa 10 tentou cruzamento e a zaga afastou para escanteio. No mesmo instante, um lance curioso: a presença de um cachorro em campo, que deu trabalho para a organização e passeou da zaga ao ataque brasileiro.

Cachorro entrou em campo no final da primeira etapa
Reprodução
Cachorro entrou em campo no final da primeira etapa

E o mascote deu sorte. Aos 46 minutos, Neymar foi lançado por Fernandinho e tocou de chapa para Willian, que, de primeira, bateu firme e acertou o ângulo de Ospina para abrir o placar em Barranquilla. Logo na sequência, o árbitro venezuelano encerrou o primeiro tempo.

A primeira boa chance da segunda etapa foi da Colômbia - e foi o gol de empate. Arias recebeu de James na direita e cruzou, experiente e matador, Falcao García se antecipou ao Marquinhos e cabeceou no chão, como manda o manual, e a bola morreu no fundo das redes de Alisson. Foi o primeiro gol com bola rolando que a seleção de Tite tomou.

E quase a virada. James cobrou falta sem ângulo pelo lado esquerdo e quando todos esperavam um cruzamento, ele chutou direto e acertou a trave. A bola ainda pegou no pé de Alisson e saiu. Aos 16, Firmino cabeceou e o Brasil chegou bem pela primeira vez na etapa final. Logo depois, Paulinho avançou pela intermediária e soltou a bomba, mas a bola foi pra fora.

Leia também: Mesmo com alto investimento do PSG, Real Madrid ainda é o clube mais valioso

Aos 23 minutos, nova parada técnica por conta do calor colombiano. O Brasil seguiu pressionando a saída de bola, mas sem pressionar o goleiro Ospina. Neymar tentou da entrada da área aos 33, mas a bola saiu. Três minutos depois, o camisa 10 arrancou pela esquerda, mas ninguém o acompanhou e ele acabou ficando sem opção de toque.

O jogo passou a ficar mais centralizado e nenhuma das duas seleções criaram chances de gols. Aos 49, o árbitro venezuelano apitou o fim da partida.

Ficha técnica

Brasil: Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Thiago Silva e Filipe Luís; Fernandinho; Paulinho, Renato Augusto (Philippe Coutinho), Willian e Neymar; Roberto Firmino (Gabriel Jesus).
Técnico: Tite.

Colômbia: Ospina, Arias, Zapata, Davinson Sánchez e Fabra (Tesillo); Carlos Sánchez, Aguilar, Cuadrado (Chará), Cardona (Téo Gutiérrez) e James Rodriguez; Falcao García.
Técnico: José Pékerman.

Arbitragem: Jesus Valenzuela (VEN), Carlos Lopez (VEN) e Jorge Urrego (VEN).

Local: Estádio Metropolitano Roberto Meléndez, em Barranquilla, Colômbia.

O técnico Tite agora não é mais 100% à frente da seleção nas Eliminatórias
Pedro Martins / MoWA Press
O técnico Tite agora não é mais 100% à frente da seleção nas Eliminatórias

O Brasil é líder isolado das Eliminatórias e vê seus rivais, como Argentina e Uruguai, ainda na briga por uma vaga.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.