Tamanho do texto

Goleiro ainda planeja despedida diante de principal arquirrival com combinado de 1999/2000

Ainda sem saber como vai ocupar seu cargo na diretoria do Palmeiras , Marcos já avisou que estará na arquibancada para “cornetar” sua equipe e aproveitou a coletiva de despedida para dar o primeiro conselho para o presidente, Arnaldo Tirone. Ele usou, inclusive, o arquirrival Corinthians para dar esperança aos seus torcedores por um futuro melhor.

Relembre os melhores momentos da carreira de Marcos

“Vou falar uma coisa aqui que espero que vocês entendam. O Corinthians não era o melhor time no papel, mas foi campeão porque foi raçudo. Por isso é difícil dar palpite na gestão, mas o time precisa ser assim, com vontade. A esperança é verde”, disse Marcos.

Com a vida muito marcada pelas suas atuações diante justamente do arquirrival, o eterno camisa 12 também pensa em se despedir dos gramados contra um combinado do Palmeiras de 1999 e 2000 diante do Corinthians das mesmas temporadas, que fizeram jogos decisivos para a fama de Santo do ex-goleiro.

Reveja os maiores "frangos" sofridos pelo goleiro Marcos

“O jogo de despedida pensei em um monte de coisa. Quem sabe um Palmeiras e Corinthians de 1999 e 2000, ou então Palmeiras e Deportivo Cali (rival da final da Libertadores de 1999). Ou então um jogo dos meus meus amigos. Estou pensando no que vou fazer ainda”, completou Marcos.

Relembre as dez frases mais marcantes de Marcos

O jogo de despedida ainda não está marcado e deve acontecer no meio do ano. Enquanto isso, Marcos fará o papel de embaixador da Nova Arena e deve participar de muitas ações de marketing após um breve período de férias.

Veja um vídeo com as transformações físicas do goleiro Marcos:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.