Messi
Divulgação
Messi

Messi  era uma das armas do PSG para conquistar a Champions League. Mas, dentro de campo, o argentino não empolgou em sua primeira temporada longe do Barcelona.

Foram 11 gols e 15 assistências em 34 jogos, sendo a temporada menos artilheira dos seus últimos 15 anos de carreira.

Porém, fora das quatro linhas, Messi já deu certo no PSG. Com a sua aquisição, o PSG teve uma receita recorde de 700 milhões de euros (R$ 3,8 bilhões) nesta temporada, obviamente também ajudado por Mbappé e Neymar.

"Certamente vimos um crescimento em áreas onde poderíamos chegar a acordos entre 3 e 5 milhões de euros e agora estão entre 5 e 8 milhões de euros, então o impacto é considerável", revelou Marc Armstrong, diretor de patrocínio do PSG.

O desembarque de Messi também significou a entrada de 10 novos contratos de patrocínio. O benefício nessa seção cresceu 13%, apenas pela mera presença do argentino.

Talvez o mais impressionante seja a questão da venda de camisetas. Mais de um milhão foram vendidos pela primeira vez na história do PSG, 60% dos quais com o número 30 de Messi .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários