Alexandre Pato
Divulgação
Alexandre Pato

Considerado em uma determinada época uma das principais revelações do futebol brasileiro, Alexandre Pato nem de longe atingiu as expectativas na carreira.

Atualmente no Orlando City, nos Estados Unidos, ele desabafou sobre sua carreira e vida, em um texto publicado no site Player’s Tribune.

"Eu era o menino-prodígio. Estava na Seleção. A imprensa me elogiava, os torcedores falavam sobre mim, até os outros jogadores me colocavam lá em cima. Eu amava essa atenção. Eu queria ser o centro das atenções. Mas sabe o que aconteceu? Sonhei demais. Por mais que eu me dedicasse no dia a dia, a minha imaginação me levou a vários lugares. Na minha cabeça eu já estava segurando a Bola de Ouro. É inevitável, cara. É muito difícil não se deixar levar. Sofri muito para chegar lá. Por que eu não deveria aproveitar o momento?", afirmou.

O jogador também apontou que as lesões o atrapalharam.

"Comecei a ter muitas lesões. Perdi confiança no meu próprio corpo. Tinha medo do que as pessoas falariam sobre mim. Estava indo treinar com a minha cabeça pensando: 'Eu não posso me machucar.' Se eu me lesionasse, não contava para ninguém. Uma vez eu estava me recuperando de um problema muscular, torci o tornozelo e continuei jogando. O meu pé parecia uma bola de tão inchado, mas eu não queria decepcionar os meus companheiros. Eu queria agradar a todos e esse foi um dos meus erros", apontou.

Em declínio na carreira, Pato não perde a esperança e diz que ainda quer disputar a Copa do Mundo. "Ainda acredito que posso disputar uma Copa. Veja o Thiago Silva e o Dani Alves jogando bem aos 37 e 39 anos. Mas essas coisas acontecem no tempo de Deus. Eu vivo o hoje. O resto é com Ele. Conforme você envelhece, você entende o que te faz feliz. Sim, eu não me tornei o melhor do mundo. Mas eu vou te falar uma coisa. Vejo os meus pais com muito mais frequência. Tenho um relacionamento maravilhoso com os meus irmãos. Estou em paz comigo mesmo", garante.

Em sua carreira, após brilhar no Internacional, Alexandre Pato foi para o Milan, onde jogou até 2013. Regressou ao Brasil onde passou por Corinthians e São Paulo. Depois, voltou à Europa para jogar no Chelsea e Villarreal. Por fim, foi para o Tianjin Tianhai e teve uma nova passagem pelo tricolor paulista antes de ingressar, em 2021, no Orlando City, clube pelo qual soma três gols em 19 jogos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários