Fabinho cita confusão na final da Champions e critica Uefa: 'Deixou a desejar'
Reprodução / Instagram
Fabinho cita confusão na final da Champions e critica Uefa: 'Deixou a desejar'

Vice-campeão da Champions League, o volante Fabinho deu declarações fortes após a  derrota do Liverpool por 1 a 0 sobre o Real Madrid, em Paris, na França. Mas não sobre o jogo. O brasileiro fez críticas a organização da Uefa, que atrasou o início da partida em 36 minutos por conta de  problemas na entrada dos torcedores ingleses.

Veja abaixo galeria de fotos de Fabinho:


— A primeira informação que chegou até nós foi que teria 15 minutos de atraso. Depois, 30 minutos. Não nos foi falado nada. Não teve explicação. Vimos algumas imagens da polícia jogando spray de pimenta nos fãs. Isso é triste, não sei porquê. Você via mulheres e crianças levando spray de pimenta na cara. Isso não se vê acontecendo frequentemente na Champions League — afirmou Fabinho, que deixou claro que não justificou a derrota do Liverpool pela organização.

— O Real Madrid foi merecedor de ganhar essa final. Não uso isso como desculpa. Mas a organização deixou a desejar. Antes do jogo, teve um show aqui faltando dois dias para a final. A grama não estava boa. Infelizmente a organização da Uefa ficou devendo, mas dentro de campo o Real Madrid foi merecedor — completou, em entrevista à TNT Sports.

Por “questões de segurança”, a final da Liga dos Campeões entre Liverpool e Real Madrid teve o início atrasado em cerca de 36 minutos. A informação foi divulgada pelo locutor do estádio, que disse que o começo foi atrasado “devido à chegada tardia dos torcedores” do Liverpool.

De acordo com a polícia francesa, os torcedores tentaram entrar no estádio sem ingresso. No entanto, imagens mostraram a tropa de choque perseguindo torcedores do lado de fora do estádio enquanto eles fugiam e outros sendo escoltados. Dezenas de torcedores invadiram as instalações do estádio, enquanto outros do lado de fora, incluindo crianças, foram atacados com gás lacrimogêneo pela tropa de choque.

“Nós intervimos para afastar os torcedores que tentavam forçar a passagem”, disse a polícia francesa, à Reuters.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários