Ronaldo Fenômeno brilhou vestindo a camisa do Real Madrid
Reprodução/Twitter
Ronaldo Fenômeno brilhou vestindo a camisa do Real Madrid

Ronaldo (veja fotos na galeria abaixo) foi anunciado como jogador do Real Madrid dois meses depois de conquistar a Copa do Mundo de 2002 com a seleção brasileira, sendo artilheiro do torneio e fazendo dois gols na final contra a Alemanha. Pouco antes do Mundial, porém, o Fenômeno sofreu com uma grave lesão no joelho, que o afastou dos gramados por mais de um ano.


Em entrevista à  Betway, site de futebol bets, o ex-meia inglês Steve McManaman não poupou elogios ao atual dono do Cruzeiro e ex-companheiro, ao qual fez questão de exaltar a superação que o Fenômeno teve de passar após a grave lesão e ainda sim brilhar no clube espanhol.

“Ronaldo era um jogador de futebol incrível. Ele provavelmente chegou ao Real Madrid um pouco tarde, já sofrendo com os seus joelhos após sérias lesões. Se você visse seus joelhos na época! As cicatrizes. Então, você sabe, ele tinha passado por muita coisa fisicamente. Mas ele ainda era um jogador de futebol excepcional. Você só pensa como ele teria sido ou como ele era nos anos 90, no Barcelona, quando as pessoas falavam sobre ele de forma tão genial”.

“Porque quando ele chega em Madrid, você sabe, nós provavelmente pegamos 75% do Ronaldo que vimos em Barcelona  Ele ainda era incrível, explosivo”, continua. ‘Ele conseguia finalizar de qualquer ângulo, pé esquerdo, pé direito. Ele tinha uma ginga incrível com seu ombro, uma pedalada maravilhosa. Um super jogador. Mas como pessoa, acho que qualquer um que entrar em contato com ele dirá exatamente o mesmo. Um fenômeno”.

Ainda em 2002, o centroavante foi eleito o melhor jogador do mundo pela terceira vez na carreira. Na primeira temporada pelos merengues, conquistou a liga espanhola e a Taça Intercontinental. Ao lado de Figo, Zidane, Beckham, Roberto Carlos e outros, fez parte do primeiro elenco galáctico do clube. 

Ao todo, foram 177 jogos pela equipe, com 104 gols marcados, além, claro, de inúmeras atuações memoráveis, que fizeram os torcedores esquecerem que, anos antes, havia defendido o rival Barcelona. O brasileiro deixou os merengues em 2007, quando foi contratado pelo Milan, da Itália.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários