Sinalizador
Reprodução
Sinalizador

Thiago Carvalho, de 10 anos, ferido no rosto por um sinalizador durante jogo entre Universidad Católica e Flamengo no Chile, virá ao Brasil para assistir à partida de volta da fase de grupos da Libertadores no Maracanã e visitar o Ninho do Urubu. O garoto, que vive na capital chilena Santiago desde que nasceu, também vai encontrar jogadores rubro-negros no CT do clube.

O garoto teve uma leve queimadura próxima ao olho ao ser atingido por um artefato arremessado por um torcedor da Católica no estádio San Carlos de Apoquindo. Era apenas a segunda vez que ele assistia in loco a um jogo do Flamengo. Após o episódio, o menino chegou a dizer a sua mãe que não queria mais saber de futebol.

A ideia de trazê-lo ao Brasil partiu de Fernando Sampaio, diretor operacional da Outsider Tours, agência de viagens que levou cerca de 30 flamenguistas à partida no Chile. Ele estava no grupo de torcedores que amparou Thiago na saída do estádio. Rubro-negros também se mobilizaram nas redes sociais para que o clube carioca fizesse alguma ação com o menino.

A Outsider Tours viabilizou as passagens e a hospedagem em um hotel quatro estrelas em Copacabana, na Zona Sul do Rio, para Thiago e sua mãe, Danielle Carvalho. A dupla chega ao Brasil no próximo dia 14 e assistirá do camarote de um parceiro da agência de viagens à partida entre Flamengo e Católica, marcada para 17 de maio.

Leia Também

Às vésperas do jogo, o garoto conhecerá o CT do Ninho do Urubu, onde vai se reunir com jogadores do Fla. A visita foi acordada com a diretoria do clube, apesar de a cúpula ainda não ter feito um convite direto à família de Thiago.

— O Thiago está super feliz. No dia que o Fernando ofereceu, ele estava com um sorriso enorme. Desde o episódio no estádio não via meu filho assim — disse sua mãe. — Estamos aqui já contando os dias para ir ao Rio de Janeiro, voltar à nossa cidade. O Thiago não para de falar: 'Mãe, quero abraçar o Isla, quero ver o Isla' — contou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários