Daniel Alves
Divulgação
Daniel Alves

Aos 38 anos, o brasileiro Daniel Alves segue fazendo história pela longevidade no Barcelona, para além da longa coleção de títulos.

O lateral-direito, um dos líderes do processo de renovação do elenco do clube comandado por Xavi, conversou com o jornal catalão "Sport" e falou, entrou outros assuntos, sobre transferências no clube, Messi e a Copa do Mundo do Catar.

No início de fevereiro, Dani voltou a atuar como titular e capitão da seleção brasileira contra o Paraguai, pouco depois de um período de ausência na equipe de Tite. Com a expectativa de ir ao mundial, ele afirmou que a Copa não será seu último grande desafio na carreira.

— Não é o último, mas é importante para mim. Poder tentar mais uma vez, essa é a ideia. Vou tentar chegar lá nessa terceira vez, mas está claro que outros times têm muitas chances de vencer. Faremos tudo que estiver a nossa alcance. O Catar é um lugar que gosto desde que fui campeão do mundo com o Barça, talvez seja um sinal. Acredito que temos um time para competir pelo título, sem dúvidas. Temos qualidade, uma geração que combina experiência e juventude. Teremos chances, mas precisamos jogar. Mas antes, preciso estar bem para ser convocado — avaliou.

Perguntado se, caso o Brasil não fique com o título, Messi poderia conquistá-lo, o jogador riu e negou, ressaltando que quer conquistar o título. Mas numa pergunta seguinte sobre o argentino, abriu as portas do clube blaugrana para um possível retorno.

Leia Também

— Eu não sei o que ele pensa ou quer fazer. Poderia voltar por um ano curto comigo para uma "última dança". Por que não. Não tem lugar melhor que aqui. Não conseguimos ser melhores fora do Barça do que dentro dele. Ele saiu e tentou essa experiência. É hora de voltar, se ele quiser.

Mbappé ou Haaland?

Em outro trecho da conversa, o jogador opinou sobre possíveis investidas do Barcelona sobre Mbappé (PSG) ou Erling Haaland (Borussia Dortmund). O brasileiro deixou sua opinião clara: investiria pesado no francês.

— Não gastaria todo o dinheiro com Haaland. Sinceramente, não gastaria muito nele. Em Mbappé, sim, mas não em Haaland. Estou brincando de diretor esportivo aqui, mas eu apostaria primeiro em Mbappé. Me parece mais completo em todos os aspectos. Se for para fazer um investimento pesado, tem que fazer no melhor. Se fosse por mim, apostaria em Mbappé.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários