Cristino
Reprodução
Cristino

Após mais uma derrota do Manchester United, Cristiano Ronaldo tomou uma atitude pouco amistosa e atirou o celular de um garoto no chão, quando saia do campo de jogo. Mesmo já tendo pedido desculpas pelo ato, o português não será perdoado facilmente pela mãe do menino de 14 anos, que sofre de autismo.

Sarah Kelly, que revelou em entrevista que se tratava da primeira vez de Jake em um estádio, relatou o ato. "Os jogadores do Manchester United estavam saindo e nós estávamos no túnel por onde eles passavam. O meu filho estava filmando. Em um determinado momento ele baixou o celular porque o Ronaldo puxou a meia para baixo e tinha a perna sangrando. Baixou o celular para ver o que era, nem falou nada", contou a mãe, em declarações ao 'The Liverpool Echo'.

E ela continuou: "O Ronaldo passou e, com terrível mau-humor, atirou o celular da mão do meu filho e continuou a andar. Dá para ver o hematoma no local onde ele fez contato. Não consigo acreditar sequer que estou falando sobre isto", revelou.

Ao pedir desculpas. Cristiano Ronaldo ofereceu ao jovem a oportunidade de assistir a outro jogo do Manchester United, mas a mãe diz que é pouco provável que isso ocorra, já que Jake está "em choque" e ela considera que o melhor é afastá-lo do futebol.

"Eu estava chorando, fiquei em choque, o Jake ficou completamente em choque. Ele é autista e tem dispraxia, por isso não entendeu o que realmente aconteceu até chegar a casa. Está muito perturbado e não vou levá-lo a outro jogo. Este foi o primeiro e aconteceu isto. Tivemos um dia brilhante, até àqueles segundos finais, quando eles saíram do campo. Aquilo arruinou completamente o dia", acrescentou Sarah, adiantando que o celular do filho ficou quebrado.

"Eu até entenderia se o Jake estivesse a acenar na cara dele, mas não foi esse o caso. É uma criança autista e foi agredido por um jogador. É assim que como mãe vejo as coisas", finalizou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários