Giovana Queiroz sofreu abusos a partir do momento que decidiu defender a seleção brasileira
Reprodução/Instagram
Giovana Queiroz sofreu abusos a partir do momento que decidiu defender a seleção brasileira

Na manhã desta terça-feira (29), a atacante Giovana Queiroz (veja galeria de fotos abaixo) , que está emprestada ao Levante, da Espanha, escreveu uma carta ao presidente do Barcelona, Joan Laporta, alegando ter sofrido abusos psicológicos e assédio dentro do clube.

A atleta afirma que passou a ser perseguida dentro do time catalão quando decidiu que defenderia a seleção brasileira. Em um primeiro momento, foi aconselhada a não jogar pelo seu país, já que isso não a ajudaria dentro do Barcelona.

Quando, enfim, atuou pela seleção brasileira, Giovana foi punida pelo clube, sendo acusada de ter viajado sem autorização e que, portanto, teria cometido uma "grave indisciplina". Após o episódio, a atleta foi diagnosticada pelos médicos com Covid-19 e submetida a uma bateria de exames questionadas pela jogadora.

Em um trecho da carta, Giovana conta o que sentiu no momento e a maneira "ameaçadora" que foi avisada pelo clube sobre o seu possível erro.

Leia Também

"Acusaram-me injustamente de ter violado o confinamento, de ter viajado sem autorização do clube e sem o consentimento dos capitães da equipe. Tentei mostrar que isso não era verdade. Ele foi inflexível, bastante agressivo e em tom ameaçador me disse: 'Não se preocupe. Nós cuidaremos bem de você'", escreveu.

"Eu entrei em pânico. Eu temia pelo meu futuro. Eu havia participado das campanhas da Fundação Barça pela aprovação da Lei de proteção de menores contra a violência e, ao mesmo tempo, dentro do clube, estava totalmente desprotegida", acrescentou.

Alegando abuso e violência psicológica, a atleta reitera que o Barcelona não é diretamente responsável pelos acontecimentos, mas pede para que o presidente tome uma atitude para implementar medidas que evitem abuso moral, assédio no trabalho e violência psicológica contra a mulher.

Aos 18 anos, Giovana foi emprestada ao Levante na atual temporada. Até aqui, são 25 partidas disputadas, nove gols anotados e uma assistência.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários