CR7
Instagram
CR7

Após muito tempo tantando, o craque português Cristiano Ronaldo finalmente conseguiu vender o seu apartamento de luxo no Trump Tower, em Nova York

De acordo com a mídia portuguesa, o jogador fechou o acordo por cerca de 7 milhões de dólares, um prejuízo de 11 milhões de dólares (cerca de R$ 56 milhões) em relação ao preço pelo qual o tinha comprado.

Cristiano Ronaldo adquiriu o apartamento de 233 metros quadrados, com três quartos, três banheiros em mármore e vista para o Central Park em 2015. Na oportunidade, ele pagou 18,5 milhões de dólares pelo imóvel, quando o mercado de propriedades de luxo em Nova York estava em alta e antes de Donald Trump ser presidente dos EUA. 

Em 2019, Ronaldo colocou o apartamento à venda por nove mihões de dólares, menos de metade daquilo que lhe havia custado quatro anos antes. Mesmo assim, não conseguiu compradores.

Especialistas em mercado imobiliário apontam que Cristiano Ronaldo cometeu o erro de comprar o apartamento quando os preços se encontravam em alta. Para piorar, ele foi prejudicado por mais dois fatores. Trump se tornou uma figura controversa levando muitos a não quererem qualquer ligação ao seu nome. Depois, teve início a pandemia da covid-19, que teve um enorme impacto nos preços.

Até o momento, não se sabe para quem o apartamento foi vendido.

** Thiago Martinez, o Turco, é editor de Esportes no iG. Jornalista desde 2005, tem experiência de 12 anos em redações de jornais e revistas segmentadas. É integrante do canal de YouTube Podcastimão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários