Éder Militão
Divulgação
Éder Militão

Através das escutas que foram relacionadas ao processo "Cartão Vermelho", reveladas nesta sexta-feira (11), mais uma fraude é evidenciada no futebol português. Desta vez, trata-se de um calote do Porto na negociação com o defensor Éder Militão (veja galeria de fotos abaixo) , que, atualmente, está no Real Madrid. A informação é do jornal A Bola, de Portugal.

No novo caso, os Dragões enganaram os empresários Bruno Macedo e Giuliano Bertolucci. O episódio aconteceu entre agosto e setembro de 2019, mas só veio à tona em 2022.

Entenda o caso

Após a transferência de Militão para o Real Madrid, a previsão era que os dois empresários recebessem uma comissão da quantia total, que foi de 50 milhões de euros (296 milhões de reais na atual cotação). Entretanto, os portugueses não pagaram absolutamente nada.

Em uma conversa disponiblizada entre Bruno Macedo e sua esposa, o empresário conta que teve uma reunião com Pinto da Costa para falar sobre a dívida, no dia 11 de setembro de 2019, mas não adiantou nada.

Ex-São Paulo, Éder Militão defendeu o Porto na temporada 2018/2019, participando de 47 partidas e anotando cinco gols e duas assistências.

** José Roberto Coutinho é estudante de jornalismo na Universidade Federal Fluminense (UFF). No iG, escreve sobre esportes. Tem experiência de 5 anos em redações de jornais, rádio e TV. Setorista do Club de Regatas Vasco da Gama.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários