Benzema e Vinicius Junior
Reprodução/Twitter
Benzema e Vinicius Junior

O atacante Benzema, do Real Madrid e da seleção francesa, foi considerado culpado como cúmplice do crime de chantagem. Ele foi condenado a um ano de prisão suspensa, o que significa dizer que a pena só será cumprida em caso de reincidência.

O jogador também foi multado em 75 mil euros. 

O caso começou em 2015 quando o jogador do Olympiacos, Valbuena, foi ameaçado por ter um vídeo íntimo com a esposa exposto na internet por dois homens, que o cobraram dinheiro (cerca de 150 mil euros) para não divulgar a gravação.

Após a negativa do atleta, os bandidos entraram em contato com Benzema e o atacante teria conversado com Valbuena, na concentração na seleção francesa, dizendo que seria melhor que o meia pagasse o dinheiro para evitar problemas. O jogador merengue afirma que deu apenas um conselho ao companheiro. 

Leia Também

Porém, a partir daí, o jogador foi acusado por crime de cumplicidade de chantagem. Diante da repercussão do caso, Benzema parou de ser convocado para jogar por seu país e perdeu a Copa do Mundo de 2018. Ele só voltou a ser chamado esse ano, quando disputou a Eurocopa.

O tribunal de Versalhes chegou à conclusão que Benzema teve uma "intervenção deliberada" no caso. A promotoria solicitava 10 meses de prisão.

A defesa de Benzema afirma que o jogador só deu um conselho e tinha a intenção de ajudar Valbuena. Porém, a versão do meia, que testemunhou em juízo, teria indicado uma má intenção na intervenção do atacante.

Os advogados de Benzema já anunciaram que entrarão com recurso contra a decisão. "O tribunal indicou claramente que Benzema não tinha conhecimento dos fatos preliminares. Estamos atônitos com esta decisão. O recurso é necessário", disse Silvayn Cormier.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários