Cristiano Ronaldo
Divulgação
Cristiano Ronaldo

O Manchester United divulgou o relatório e contas trimestral (30 de junho a 30 de setembro) e não deixou dúvidas sobre o "peso" de Cristiano Ronaldo nas contas.

Se, dentro de campo, o português segue salvando o time inglês, fora das quatro linhas ele foi o principal responsável pelo aumento da folha salarial dos red devils em 25%.

Desde a chegada de CR7, Jadon Sancho e Raphaël Varane, ou seja, os três ases oferecidos a Ole Gunnar Solskjaer para a Premier League e a Champions League, o United passou a ter uma folha salarial de seis milhões de euros, ou seja, R$ 37 milhões.

Cristiano Ronaldo é o maior responsável por este acréscimo, dado que recebe 655 mil euros por semana, ou seja, mais de 2,6 milhões de euros por mês. Esta quantia o coloca como o mais bem pago da Premier League, algo perfeitamente normal para um penta da Bola de Ouro.

Leia Também

Ainda de acordo com o relatório e contas apresentado, o Manchester United pagou 105,4 milhões de euros em salários ao plantel no último trimestre, constituindo este valor um acréscimo de 19,7 milhões de euros relativamente ao trimestre anterior.

O vice-presidente executivo do Manchester United, Ed Woodward, justificou o acréscimo da despesa. "Os resultados financeiros são demonstrativos da nossa resiliência durante o período da pandemia. O nosso objetivo prioritário é o sucesso no campo. O treinador, os jogadores e os restantes funcionários do clube estão determinados em alcançar esse objetivo", apontou o dirigente dos red devils.

A aposta não se tem refletido, no entanto, dentro das quatro linhas, uma vez que o Manchester United ocupa o 6º lugar na Premier League. Por outro lado, lidera o Grupo F (com os mesmos pontos do Villarreal) da Champions.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários