Em visita ao Catar, Bolsonaro sai em defesa de Copa a cada dois anos
Palácio do Planalto/Flickr
Em visita ao Catar, Bolsonaro sai em defesa de Copa a cada dois anos

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (17) que apoia a proposta da Fifa de realizar a Copa do Mundo a cada dois anos. Em visita ao Oriente Médio, o mandatário encontrou o presidente da Fifa, Gianni Infantino, e falou sobre a ideia.

"A CBF é que vai dar o norte de como proceder. Opinião minha como peladeiro: a Copa do Mundo de dois em dois é bem-vinda, ajuda no aspecto econômico. Sou apenas um torcedor, apaixonado por futebol, o que a CBF decidir estou com eles", disse Bolsonaro.

O presidente e Infantino se reuniram com Hassan al-Thawadi, secretário-geral da Copa do Mundo do Catar. Eles visitaram o Estádio Lusail, que será a sede da final da Copa do Mundo de 2022.

Bolsonaro (veja fotos na galeria abaixo) afirmou que o governo do Catar defende a alteração na periodicidade do torneio e indicou que vai conversar sobre o tema com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Leia Também



A proposta da Fifa é realizar a cada dois anos a Copa do Mundo, em vez de a cada quatro, como ocorre atualmente. No último mês,  a Conmebol rejeitou a proposta da Fifa de realizar a Copa do Mundo a cada dois anos. A entidade afirmou, em nota, que “não há motivos, benefícios ou justificativas para a mudança”. E que “diante disso, os dez países que integram a CONMEBOL confirmam que não participarão de uma Copa do Mundo organizada a cada dois anos”.

Diante das críticas, a principal entidade futebolística retrocedeu e indicou que a ideia só voltará a ser discutida em 2022. Além de Infantino, o ex-técnico e atual Chefe Global de Desenvolvimento de Futebol da Fifa, Arsène Wenger, é um dos principais apoiadores da mudança do torneio de seleções.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários