De Bruyne foi sincero ao falar sobre gerenciamento do elenco do PSG
Reprodução/Twitter
De Bruyne foi sincero ao falar sobre gerenciamento do elenco do PSG

Kevin de Bruyne (veja fotos na galeria abaixo) não teve papas na língua para falar sobre a maneira como o PSG monta o seu elenco, com base em polêmicas extracampo e o desempenho abaixo do time em decisões.


O jogador do Manchester City concedeu entrevista à revista France Football, na qual diferenciou o tratamento que o clube inglês e o time parisiense dão aos seus atletas.

"Nosso grupo é fácil de administrar, não há 'prima donnas' e isso é muito importante. Quando há muitas personalidades diferentes, os problemas aparecem rapidamente. Ninguém aqui gosta de ficar no banco, mas todos querem o melhor para o City. Os nossos dirigentes procuram os melhores jogadores, mas também pesquisam sobre a vida pessoal, sobre como um jogador se comporta com os outros. Eles sabem formar um grupo. É um pouco diferente do que se faz no PSG, é outra filosofia, embora isso não signifique que seja melhor. Sinto-me sortudo por poder crescer com esta equipe", afirma.

O belga também conta um segredo pessoal, como adquiriu qualidade com perna esquerda, a ruim, em tese. Ele revela que os vizinhos reclamavam com os seus pais, pois quando criança jogava no quintal e, chutando a bola, as panelas eram vítimas de seus fortes tiros com a perna direita. Pediram, então, para que ele jogasse com a perna esquerda, para dar uma ‘folga’. Assim, aos poucos, foi adquirindo sua habilidade atual com o outro pé, praticamente ambidestro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários