Kheira Hamraoui e Aminata Diallo
Reprodução
Kheira Hamraoui e Aminata Diallo

Um caso absurdo aconteceu na França e envolveu a meia Aminata Diallo, do PSG e da seleção francesa.

Ela foi presa nesta quarta-feira por suspeita de envolvimento na agressão a colega de equipe Kheira Hamraoui, que foi atacada por homens encapuzados após uma confraternização organizada pelo PSG na última quinta-feira. 

Segundo informações do "L'Équipe", ela deixou o jantar de carona com Aminata Diallo, que dirigia o carro interceptado pelos agressores. Nada foi roubado e apenas Kheira Hamraoui foi agredida com uma barra de ferro, principalmente nas pernas.

Ela foi levada a um hospital, onde levou pontos nas mãos e nas pernas. Diante do ataque, ela não participou da partida entre PSG e o Real Madrid pela Liga dos Campeões femininas. Inclusive, foi substituída por Aminata Diallo, que também escolhida pela técnica Corinne Deacon para integrar a seleção francesa diante de um corte de Kheira Hamraoui por uma lesão anterior.

Leia Também

Agora, a polícia aponta que Aminata Diallo tramou a emboscada. O PSG, por sua vez, condenou o episódio e disse que está ajudando a polícia a solucionar o caso.

"O Paris Saint-Germain condena veementemente a violência cometida. Desde quinta-feira à noite, dia 4 de novembro, o clube tem tomado todas as medidas necessárias para garantir a saúde, o bem-estar e a segurança dos seus jogadores. O Paris Saint-Germain está trabalhando com a polícia para lançar luz sobre os fatos. O clube está atento ao andamento do procedimento e estudará o acompanhamento a ser dado", apontou em nota.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários