Messi
Instagram
Messi

O Paris Saint-Germain vai ceder 14 jogadores para suas devidas seleções na Data Fifa de novembro. Mas duas convocações não foram bem aceitas pelo clube francês.

Os argentinos Lionel Messi e Leandro Paredes foram chamados mesmo machucados e o diretor esportivo Leonardo reclamou bastante de ser obrigado a liberar a dupla. Sobretudo o astro, que quase não defendeu o clube ora por estar defendendo seu país, ora pelas lesões.

Messi não atuou diante do RB Leipzig, pela Liga dos Campeões, e nem contra o Lille, pelo Campeonato Francês, por causa de dores no joelho e um desconforto no posterior da coxa. Teria até ido para a Espanha fazer tratamento dos problemas.

A ideia do clube francês era mantê-lo na Europa para agilizar a recuperação, mas o técnico Lionel Scaloni o convocou e acredita que poderá contar com o astro diante de Uruguai e Brasil nas Eliminatórias Sul-Americanas, o que irritou Leonardo, temeroso que os problemas se agravem.

Leia Também

"Não concordamos em deixar entrar na seleção um jogador que, para nós, não esteja em condições físicas ou que esteja em fase de reabilitação. Isso não faz sentido, e esse tipo de situação merece ser definido um acordo real com a Fifa", afirmou o dirigente ao Le Parisien. Ele não citou o nome de Messi, mas o camisa 30 é titular da equipe e quem requer mais cuidados.

Inicialmente, o PSG divulgou que Messi seria apenas preservado diante dos alemães por causa do desgaste. Mas as dores seguiram incomodando e o técnico Maurício Pochettino revelou que não tinha como utilizá-lo por causa do desconforto. Como é argentino, o treinador evitou entrar em rota de colisão com seu país. "Espero que ele possa ser aproveitado lá e volte bem para nos ajudar."

Paredes também não vem jogando no PSG e o caso é até mais grave. São três semanas com o volante longe dos gramados no PSG por causa de uma lesão muscular no quadríceps direito. Ele também se apresentará na Argentina.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários