Jornal francês cogitou possível rescisão de contrato de Sergio Ramos com PSG
Reprodução/Instagram
Jornal francês cogitou possível rescisão de contrato de Sergio Ramos com PSG

Paris Saint Germain  pode enfrentar sérias punições  caso rescinda o contrato de Sergio Ramos. Em julho, o zagueiro assinou com o clube francês por dois anos, com um valor líquido de 10 milhões de euros (cerca de R$ 66 milhões) por temporada.

Segundo divulgou o jornal espanhol 'Mundo Deportivo', o regulamento da FIFA assegura que Sergio Ramos (veja fotos na galeria abaixo)  esteja no chamado ‘período protegido’, estabelecido no artigo 17 do Regulamento sobre o Status e Transferência de Jogadores. Este artigo deixa claro que o PSG deveria pagar uma indenização caso decida rescindir o contrato do atleta.


A indenização é definida com base "na remuneração e outros benefícios que são devidos ao jogador sob o contrato atual ou o do novo, o tempo contratual remanescente, até um máximo de cinco anos, as taxas e despesas pagas por clube anterior do jogador, bem como a questão de saber se a rescisão do contrato ocorre em período protegido”.

Este direito protege os clubes e também aos jogadores nos primeiros três anos de vínculo mútuo. Nesse caso, como o clube o violaria, o PSG ficaria exposto a uma sanção além da indenização: “Além da obrigação de indenizar, devem ser impostas sanções esportivas ao clube que rescindir o contrato durante o período de proteção, ou que tenha levado à rescisão de um contrato”.

A sanção é muito severa e implicaria na proibição do “registo de novos jogadores, tanto a nível nacional como internacional, por duas janelas de transferências. O clube poderá inscrever novos jogadores, apenas a partir do próximo período de inscrições pós o cumprimento integral da respetiva sanção desportiva”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários