Jorge Jesus exaltou jogadores brasileiros
Instagram
Jorge Jesus exaltou jogadores brasileiros

A passagem pelo futebol brasileiro marcou a vida de Jorge Jesus, ex-treinador do Flamengo. Palestrante do ‘Global Football Management’, evento de gestão esportiva realizado em Lisboa, Portugal, o técnico do Benfica exaltou a relação que criou com os jogadores brasileiros.

"O jogador brasileiro tem um talento incrível. Eles gostam de aprender, foi isso que eu percebi nesses 13 meses. Eles trabalham com paixão e alegria em todos os treinos. Eles têm gratidão pelo treinador, eu não estava habituado com isso. É espetacular”, afirmou Jorge Jesus.

Jesus disse ainda que existem diferenças claras entre os estilos de jogo praticados no Brasil e na Europa. Segundo o treinador, a preocupação tática europeia diminui o tempo e o espaço para os jogadores pensarem, o que muitas vezes dificulta o desempenho dos atletas brasileiros.

"O que tentamos passar quando estivemos no Flamengo é que a equipe precisava jogar mais ligada, mais próxima e compactada. Isso fez com que o nosso jogo ficasse mais rápido. É verdade que o jogo por aqui se torna mais difícil pela qualidade tática dos treinadores portugueses. São técnicos muito imbuídos taticamente em anular as qualidades do adversário. Aqui na Europa os jogadores notam que há menos tempo e espaço para pensar. No Brasil tem mais espaço, mas isso está mudando com o tempo. Já não há mais apenas só o posicionamento tático, há muita pressão sobre quem tem a bola, mas com pegada ou não os jogadores brasileiros têm muito talento individual. E as vezes não há tática que resista ao talento individual", disse.

Leia Também

Ainda sobre as diferenças de jogo entre o futebol brasileiro e europeu, o treinador português (veja na galeria abaixo fotos) enxerga uma mudança no país desde a sua passagem pelo Flamengo.


“O jogador brasileiro, quando tem a posse de bola, não se preocupa. Ele sabe conviver com a bola, independente do fato de ter um, dois ou três jogadores marcando. O convívio com a bola sempre foi mais importante que outros aspectos do jogo. Mas é preciso saber jogar sem a bola. Os jogadores brasileiros não conheciam tão bem o jogo sem bola. Que a tática é tão importante quanto a parte técnica. Foi preciso muito trabalho para fazê-los entender. Sem vaidade, isso começou a mudar depois da nossa passagem pelo Brasil”, afirmou Jesus.

Além de Jorge Jesus, outros grandes nomes do futebol brasileiro e mundial discursaram no primeiro dia da Global Football Management: o advogado de direito desportivo, Marcos Motta, o diretor executivo do Dallas FC, André Zanotta, o diretor médico do Flamengo, Márcio Tannure, o ex-presidente do Internacional, Fernando Carvalho, entre outros.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários