Atleta teve homossexualidade atestada como doença
Reprodução/Twitter
Atleta teve homossexualidade atestada como doença


Alba Aragón (veja galeria abaixo) , goleira do Ciudad de Múrcia, da Espanha, foi alvo de uma ação homofóbica de um médico do Hospital Reina Sofía. Segundo o jornal espanhol 'Marca', a arqueira de 19 anos havia procurado a consulta para tratar uma irregularidade menstrual. Porém, no diagnóstico emitido pelo médico, sua orientação sexual foi colocada como enfermidade.


Leia Também

Alba Aragón afirmou que o profissional perguntou se poderia incluir a sexualidade no relatório. Ela conta que apesar de consentir, não sabia que seria atestada como doença.

Leia Também



- Disse ao médico que era homossexual porque achei que era relevante para os exames que ia fazer. Eu gosto de mulheres desde os 15 anos e não tenho vergonha de dizer - disse ao jornal 'El Español'.

Nas redes sociais do clube, o Ciudad de Múrcia lamentou o caso e exigiu uma investigação.

- Apoiamos incondicionalmente a jogadora em seu corajoso ato de denúncia - denunciou o clube espanhol.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários