Cristiano Ronaldo
Divulgação
Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo é uma verdade mina de ouro para o Manchester United. Menos de 60 dias após voltar para o tradicional time da Premier League, o português já traz muitos benefícios dentro e fora de campo aos ingleses.

Um estudo realizado por uma empresa britânica, divulgado pelo jornal português Record, demonstra que, desde o dia em que CR7 trocou Turim por Manchester, o valor global do United aumentou 643 milhões de euros, ou seja, cerca de R$ 4,1 bilhões.

Com a presença de Cristiano, o time de a Old Trafford passou a valer cerca de 3,5 bilhões de euros, ou seja, R$ 22,3 bilhões.

Obviamente, o crescimento não se deve na totalidade a Cristiano Ronaldo, já que há outros motivos, como a presença na Liga do Campeões, o regresso do público aos estádios e a perspetiva da próxima temporada, sem as limitações relacionadas a Covid-19.

Leia Também

Leia Também

Por outro lado, quem não perdeu tempo a aproveitar a onda positiva foram os irmãos Glazer, que herdaram o United de seu pai, o magnata Malcom Glazer. Eles se apressaram em colocar no mercado 9,5 milhões de ações, passando agora a deter 69% do capital, que representam, todavia, 95% do poder de decisão.

Vale lembrar que os dois são odiados pelos torcedores do United, que querem que ambos deixem o clube. Porém, apesar de terem alienado parte das suas ações, é improvável que abdicarão nos próximos anos da posição que detêm atualmente no Manchester United.

De acordo com o jornal 'The Sun' a decisão de vender ações agora está relacionada com a necessidade de "obter algum dinheiro rápido" para investir noutros projetos, particularmente, na NFL, a Liga de futebol americano.

Os empresários são donos de uma fortuna de US$ 4,7 bilhões, segundo a revista Forbes. A grana da família vem principalmente do ramo imobiliário, mas também de negócios nos setores de alimentação, embalagem, saúde, bancos, gás natural, internet, ações e outros

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários