Neymar
Divulgação
Neymar


Se a saída de Neymar atrapalhou os planos do Barcelona dentro de campo, ainda em 2017, em 2021, o brasileiro também é considerado o início de mais problemas longe dos gramados.

Segundo Marcelo Bechler, correspondente da TNT Sports, o Barça estaria em falência contábil, já que não havia dinheiro para pagar salários de abril deste ano aos funcionários. 

Entretanto, ao contrário do que muitos pensam, a tal crise é antiga. Se não fosse a venda de Neymar e as trocas envolvendo Cilessen e Neto e Arthur e Coutinho, o clube catalão poderia ter prejuízo antes mesmo da data presente.

Leia Também

Sobrevivendo e arriscando o que não podia, o Barça continuou pagando altos salários mesmo sem o seu antigo poder aquisitivo. Da temporada 2017-2018 para a 2020, por exemplo, a folha salarial saiu de 667 milhões de euros para 759 milhões. Veja galeria de fotos do jogador abaixo.


Tal cenário, por exemplo, ficava nítido quando comparado à situação da Juventus. Enquanto quatro jogadores do Barcelona custavam juntos 300 milhões de euros, tal valor representava a folha total do time italiano.

As dívidas, por sua vez, cresceram gradativamente, algo que acabou gerando a saída de Lionel Messi. Até março de 2021, o débito do clube catalão era de 1.371 bilhões de euros.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários