Cristiano Ronaldo
Reprodução
Cristiano Ronaldo

O craque Cristiano Ronaldo atualmente brilha no United, time onde começou a se tornar a lenda que é hoje. Porém, antes de deixar a Juventus e retornar à sua "casa", o português esteve muito perto de reforçar o City e foi justamente o WhatsApp que impediu a transferência dele para o rival de Manchester.

Com as bases todas acertadas com o time do Etihad Stadium e já alinhado com o técnico Pep Guardiola, Cristiano Ronaldo foi convencido por ex-companheiros para voltar ao Red Devils, onde disputou seis temporadas entre 2003 e 2009.

Os Citizens pularam fora das conversas após CR7, até então balançado a aceitar a proposta do City, mudar de ideia ao ficar a madrugada inteira trocando mensagens de WhatsApp com ex-jogadores do United. Até um grupo foi criado para convencer o jogador.

O teor das conversas? Cristiano teria sido avisado por seus ex-companheiros que seu lugar na história do United e o carinho dos fãs seria perdido para sempre caso ele vestisse a camisa do time celeste. As mensagens tocaram o coração de Cristiano Ronaldo, que, logo em seguida, informou ao seu empresário Jorge Mendes que preferia retornar ao Manchester United ao invés do City.

Se a queda do WhatsApp, registrada mundialmente nesta segunda-feira, tivesse ocorrido naquela oportunidade, Cristiano Ronaldo muito provavelmente estaria desfilando seu futebol com a camisa do City, para desespero dos torcedores do United.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários