Flamengo vence o Barcelona e está na final da Libertadores
Marcelo Cortes/Flamengo
Flamengo vence o Barcelona e está na final da Libertadores

E deu a lógica no Equador. O Flamengo confirmou o favoritismo, bateu o Barcelona-EQU no Monumental e chegou a sua terceira final de Libertadores na história. Antes, o Rubro-Negro já havia disputado a decisão do torceio sul-americano em 1981 e 2019 (sendo campeão nas duas ocasiões). Nesta temporada, o adversário será o Palmeiras, no dia 27 de novembro, em Montevidéu, no Uruguai.

(Veja na galeria abaixo fotos da vitória do Flamengo)


O time de Renato Gaúcho venceu o Barcelona-EQU por 2 a 0, com dois gols de Bruno Henrique. O placar e o autor dos tentos foram os mesmos da partida no Rio de Janeiro. O atacante, então, foi o grande destaque do Flamengo na semifinal.

O primeiro tempo começou movimentado, e o árbitro da partida, o chileno Roberto Tobar, mostrou o seu cartão de visita. Com 45 segundos, ele aplicou um cartão amarelo a Andreas Pereira, após uma falta normal no campo do Barcelona-EQU. O Flamengo, como de costume, mostrava uma postura ofensiva, pressionando a saída de bola adversária.

Mas, aos nove minutos, a notícia não foi das melhores para o Flamengo. David Luiz sentiu dores na virilha, caiu no chão e pediu para ser substituído. Gustavo Henrique entrou em seu lugar. Mas, aos 17, a tristeza deu lugar à alegria, graças a Everton Ribeiro e Bruno Henrique. O meia lançou o atacante, que recebeu em liberdade. O camisa 27 driblou o goleiro Burrai e marcou um belo gol no Monumental.

Aos 20, o setor ofensivo rubro-negro voltou a dar calor à defesa do Barcelona de Guayaquil. Gabigol mandou a bola para a área e encontrou Bruno Henrique, que rolou para Andreas Pereira. O camisa 18 chutou rasteiro e acertou a trave. Aos 23, os equatorianos responderam. León cobrou falta com efeito, Diego Alves fez a defesa. No rebote, Martínez chutou para fora, desperdiçando uma grande chance.

Leia Também

O Flamengo, em um determinado momento do jogo, baixou muito as linhas e deixou a bola com o Barcelona-EQU. Não precisava se desgastar tanto assim marcando e faria mais sentido manter o ritmo do início com posse de bola sem atacar loucamente. O time equatoriano criou muito pouco e apelou para as bolas aéreas.

No segundo tempo, a estrela de Bruno Henrique voltou a brilhar logo aos quatro minutos. Everton Ribeiro foi lançado por Gabigol na direita da área. Mesmo com liberdade, o camisa 7 fez o passe para Bruno Henrique, que mandou para o gol para marcar o segundo do Flamengo no jogo, o quarto dele no placar agregado.

A dupla Everton Ribeiro e Bruno Henrique voltou a funcionar. Foi o 73º gol do atacante pelo Flamengo, sendo o 15º na Libertadores. O meia deu a sua 44ª assistência pelo clube, a 9ª na competição sul-americana.

Com ampla vantagem no placar e a classificação encaminhada, o Flamengo apenas administrou o placar. O Barcelona-EQU, sem mostrar ímpeto para conseguir qualquer reação, jogou a toalha e pouco fazia em campo.


Aos 41, os equatorianos até chegaram com perigo, mas novamente pararam em Diego Alves. Damián Díaz levantou a bola na área e encontrou Martínez, que cabeceou. O camisa 1 do Flamengo se esticou e evitou o gol.Esse foi o último lance de jogo que sacramentou a ida do Flamengo para a final da Libertadores.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários