Flamengo superou o Barcelona em jogo eletrizante no Maracanã
Marcelo Cortes/Flamengo
Flamengo superou o Barcelona em jogo eletrizante no Maracanã

Estreia de David Luiz, Maracanã lotado (dentro do limite de 50% da capacidade do estádio) e vitória no primeiro jogo da semifinal da Libertadores: os torcedores do Flamengo viveram um dia perfeito na noite de quarta-feira. O Rubro-Negro recebeu o Barcelona de Guayaquil no Maracanã e venceu por 2 a 0, com dois gols de Bruno Henrique.

(Veja na galeria abaixo fotos do confronto)


O jogo começou em ritmo frenético no Maracanã, com as duas equipes criando grandes oportunidades desde o início. O goleiro Diego Alves teve muito trabalho e fez três grandes defesas em chutes de Mastriani, Preciado e Castillo. Mas o Flamengo respondeu rápido e abriu o placar aos 21 minutos com Bruno Henrique de cabeça, após grande cruzamento de Gabigol.

Minutos depois, aos 37, em contra-ataque rápido, quando os torcedores ainda comemoravam nas arquibancadas do Maracanã, o Rubro-negro ampliou com um "gol coletivo". Everton Ribeiro tocou para Gabigol, que já esticou na direita para Vitinho cruzar para Bruno Henrique, que mandou para a rede para fazer o segundo.

O cenário já estava bom para o Flamengo e ficou ainda melhor no último minuto da primeira etapa. Molina matou contra-ataque rubro-negro e foi expulso após receber o segundo amarelo, deixando o time de Barcelona com um a menos durante todo o segundo tempo.

Logo no primeiro minuto da segunda etapa, Diego Alves teve trabalho e evitou o que seria o primeiro gol do Barcelona de Guayaaquil. Após cobrança de escanteio pelo lado direito, a bola ficou viva para Carcelén, que chutou e obrigou Diego Alves a fazer mais uma grande defesa.

Mas o Flamengo logo deu o troco e por pouco não chegou ao terceiro. Aos três minutos, Isla recebeu na direita e cruzou. Vitinho cabeceou, e Burrai defendeu com o pé. Na sobra, Andreas Pereira chutou para fora e desperdiçou grande oportunidade.

Aos 12, Renato Gaúcho promoveu mudanças no time. Sacou David Luiz, estreante da noite, e Vitinho para colocar Léo Pereira e Thiago Maia, respectivamente. Com as alterações, Andreas, que estava atuando como segundo volante, foi adiantado e passou a fazer a função de armador.

O Flamengo, com boa vantagem no marcador, tirou o pé do acelerador e diminuiu o ritmo insano que propôs desde o início do jogo. O Barcelona-EQU, organizado, conseguia dar trabalho ao Rubro-Negro mesmo com um a menos em campo.

Em um determinado momento, a partida ficou monótona, sem grandes emoções. O Barcelona de Guayaquil, mesmo perdendo por 2 a 0, mas com um a menos, parecia gostar do resultado. E gostou mais ainda aos 43 minutos. Léo Pereira atingiu o rosto de León no queixo com o braço, com o cotovelo, e levou cartão vermelho direto. Renato Gaúcho não gostou nem um pouco e xingou horrores na beira do campo.

Depois, o Flamengo esfriou os ânimos e conseguiu segurar o resultado para garantir a vitória em casa e ter boa vantagem no jogo da volta, no Equador, na próxima quarta-feira, às 21h30, quando as equipes se enfrentam novamente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários