Marquinhos
Divulgação
Marquinhos

O Chelsea estava em busca de um zagueiro na última janela de transferência, porém, apesar de muitos comentários que o nome da vez seria Jules Koundé, que está atualmente no Sevilla e também atua na seleção francesa, o interesse do atual campeão da Champions League era no brasileiro Marquinhos.

De acordo com o RMC Sports, o titular do PSG era o principal alvo do Chelsea para reforçar sua defesa e os ingleses chegaram a colocar na mesa de negociação uma proposta de 100 milhões de euros (cerca de R$ 625 milhões) para reunir a dupla Marquinhos e Thiago Silva.

A operação, porém, não foi adiante, pois, de acordo com o RMC, nem o PSG e nem o próprio Marquinhos se empolgaram com a ideia. Capitão em Paris, o brasileiro é considerado uma peça fundamental para Pochettino e ele nunca pensou em abandonar o Parc des Princes e nem em se tornar o defensor mais caro de todos os tempos.

Quem mais perdeu com a negociação foi o Corinthians. Mesmo não tendo mais nenhuma porcentagem do passe do jovem, o Corinthians receberia 2,5% deste montante. O direito é garantido pelo Mecanismo de Solidariedade da Fifa, que premia os clubes formadores em cada transferência de jogadores.

Como o zagueiro se desenvolveu na base alvinegra dos oito aos 18 anos, acabaria rendendo agora R$ 15,6 milhões ao time paulista. Porém, como o acordo não saiu, o Alvinegro ficou de mãos abanando.

Obviamente, a quantia seria muito bem-vinda ao Parque São Jorge, visto que o clube ainda enfrenta uma crise financeira. Vale lembrar que Marquinhos já gerou um bom dinheiro aos cofres do clube. Em 2012, ele foi vendido pelo Corinthians à Roma (ITA), em duas etapas, num total de 5 milhões de euros. Na oportunidade, o Timão se desfez de 95% dos direitos econômicos do jogador.

Em seguida, o Corinthians pegou mais R$ 7,6 milhões da transferência do zagueiro para o PSG, da França, já que ganhou 7,5% dos R$ 100 milhões pagos pelos franceses (5% que guardou e mais 2,5% do mecanismo de solidariedade da Fifa).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários