Alex Negueba é jogador do FC Hegelmann, da Lituânia
Reprodução/Instagram
Alex Negueba é jogador do FC Hegelmann, da Lituânia

Alex Negueba é o famoso exemplo de que a persistência traz bons frutos. Cria da base do Santos, o atacante trocou o Peixe no final de julho pelo FC Hegelmann, da Lituânia, que luta por uma vaga na Champions League.

O início da trajetória do jovem atacante de 20 anos no futebol não foi fácil. Em 2015, atuando pelas categorias de base do Avaí, Negueba viu a grande oportunidade de começar em um clube de expressão ir por água a baixo quando o clube catarinense resolveu não dar sequência para o garoto no time.

Desolado, Alex conta em entrevista exclusiva ao iG Esporte que pensou ali em desistir de tentar se tornar um jogador profissional, mas teve o apoio essencial de sua família para não perder as esperanças.

— Disse para mim mesmo que não queria mais, pois eu via tamanha dificuldade e via que a minha idade para voltar a uma equipe de base estava sendo ultrapassada. Naquela época, eu via as coisas acontecendo para outros jogadores e para mim nada. Porém, minha família me aconselhou e me incentivou para que eu seguisse atrás dos meus sonhos, pois era uma das únicas formas de eu conseguir mudar a nossa vida — disse o jogador. 

Após sair do Avaí, Negueba se mudou para Cuiabá (MT) para morar ao lado de sua mãe, em 2016. Sem condições financeiras de alimentar o sonho de atuar em grandes centros do futebol, o atleta passou a pedir dinheiro nas ruas, enquanto sua mãe trabalhava como doméstica, para arrecadar uma quantia e seguir para São Paulo.

— Minha mãe foi meu “amuleto da sorte”. Ela foi a mulher que lutou por mim em todas as ocasiões. Quando eu sai do Avaí e pensei em desistir, ela foi a primeira pessoa que esteve do meu lado. Com certeza ela faz parte de tudo isso que vem acontecendo em minha vida.


Com 360 reais arrecadados, Negueba enfrentou 27 horas de viagem, entre Cuiabá e Santos. Em 2017, com a indicação de um amigo, chegou à Portuguesa Santista para atuar nas categorias de base do clube. Após dois anos na equipe da Baixada Santista, Alex transferiu-se ao Santos. Desta vez, para defender o Sub-20 do Peixe. Ele relata com emoção como foi poder atuar com a camisa santista.

— Vestir a camisa do Santos foi um sentimento surreal. Quando estava na Portuguesa, já estava com o pensamento no Santos e ter essa oportunidade foi muito bom para minha carreira. A base do clube é uma das mais fortes do Brasil e isso amadurece e acrescenta muito a todos os atletas que passam por lá. A cada jogo, a felicidade de defender o clube era enorme.

Leia Também

Negueba deixou o Santos em julho e acertou com o FC Hegelmann, da Lituânia. O atacante afirma que já está adaptado ao novo país, mas conta que a chegada foi um pouco difícil. 

— No começo, a adaptação ao fuso-horário foi muito complicada. Dormia às 4 horas da manhã para acordar às 8 horas. Então foi algo que eu realmente tive dificuldade. Agora já estou adaptado. A cultura do país é muito diferente do Brasil, mas foi algo que eu sempre sonhei e estou muito feliz de poder estar vivendo essa oportunidade.

Atualmente na 5ª posição do Campeonato Lituano, o Hegelmann nutre esperanças e sonha com uma classificação para a próxima edição da Champions League. Apesar da dificuldade na competição nacional, Negueba não descarta a briga pelo título e quer marcar seu nome no país.

— A expectativa da temporada é a melhor possível. Estamos na briga pelo título e vamos lutar por isso. Quero conquistar títulos e ser reconhecido no país. Cheguei para somar e sempre vou buscar dar o meu melhor para me destacar a cada jogo e ajudar a equipe a alcançar os objetivos.

Humilde, o jovem atleta revela qual é o seu maior desejo no futebol, e espera ser um espelho para outras pessoas.

— Meu maior sonho é se tornar um atleta diferenciado e que seja espelho para outras pessoas. Mesmo não sendo muito famoso, recebo diversas mensagens de apoio e agradecimento, e isso me deixa muito feliz. Mais para frente, quando eu me tornar mais reconhecido, espero ajudar mais as pessoas carentes e ser espelho para cada uma delas, pois foi de lá que eu sai também e nunca esqueço minhas raízes.

— Um dos meus grandes sonhos também é chegar a Seleção Brasileira. Todos os garotos sonham com isso um dia, e eu creio que tenho potencial para chegar lá. Basta acreditar e trabalhar duro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários