Cristiano Ronaldo brilhou em estreia pelo Manchester United
Reprodução/Twitter
Cristiano Ronaldo brilhou em estreia pelo Manchester United

A estreia de Cristiano Ronaldo pelo Manchester United  (veja fotos na galeria abaixo) não poderia ser melhor.  Autor de dois gols na vitória do clube inglês contra o Newcastle neste sábado, o craque recebeu o carinho dos fãs presentes na partida. No entanto, alguns não deixaram de relembrar uma polêmica envolvendo a estrela do futebol.


Antes do confronto no Old Trafford, casa do United, um avião carregando uma faixa lembrava o caso de estupro envolvendo o português, com os dizeres “acredite em Kathryn Mayorga”. A moça em questão é a modelo que  acusa o jogador do crime, ocorrido na cidade de Las Vegas, nos Estados Unidos, em 2009.


Relembre o caso

Você viu?

Cristiano Ronaldo teria estuprado uma mulher americana, Kathryn Mayorga, durante um feriado em Las Vegas no verão de 2009, poucas semanas antes de sua transferência do Manchester United para o Real Madrid. Uma alegação que ele sempre negou.

Em 12 de junho de 2009, Ronaldo conheceu Mayorga na boate Rain, e eles foram fotografados por paparazzi naquela noite.

Mayorga alegou que foi convidada a voltar à suíte de Ronaldo no Palms Place Hotel, onde teria ocorrido o suposto estupro. Um dia depois, em 13 de junho de 2009, Mayorga denunciou à polícia que teria sido estuprada, mas optou por não revelar seu nome ou o nome de seu suposto agressor, ou o local do incidente. Após contratar um advogado, Mayorga iniciou um processo cível contra Ronaldo.

Depois que Mayorga tornou a acusação pública em setembro de 2018, ao conceder entrevista a revista alemã Der Spiegel, Ronaldo inicialmente rotulou a história de "notícia falsa" em um vídeo do Instagram.

Poucos dias depois, ele emitiu uma declaração mais detalhada. "Eu nego veementemente as acusações feitas contra mim. O estupro é um crime abominável que vai contra tudo o que eu sou e em que acredito. Por mais que queira limpar meu nome, me recuso a alimentar o espetáculo da mídia criado por pessoas que buscam se promover às minhas custas".

Em agosto de 2019, os advogados de Cristiano Ronaldo admitiram que pagaram para se livrar das alegações de que ele estuprou uma mulher em um hotel em Las Vegas em 2009. De acordo com documentos obtidos pela emissora CNN, o valor acertado pelo silêncio da norte-americana Kathryn Mayorga foi de US$375 mil (cerca de R$ 1,5 milhão na cotação da época).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários