Time do SK Brann, da Noruega
Reprodução / Instagram
Time do SK Brann, da Noruega

Uma "festinha" clandestina virou caso de polícia na Noruega envolvendo 12 jogadores do clube da primeira divisão do país, o SK Brann, nesta terça-feira. De acordo com o portal local Bergens Tidende, os atletas teriam promovido um encontro com sete mulheres nas instalações do estádio do clube. O caso terminou em orgia e uma acusação de agressão durante o ato.

(Veja abaixo galeria de fotos do time do SK Brann)


O caso teria abalado o futebol norueguês, segundo informações de jornalistas. Os jogadores chamaram as mulheres após as atividades físicas no local. O gramado do estádio como os vestiários foram usados por eles para as práticas sexuais, de acordo com as imagens das câmeras de segurança. A festa teria ido até a madrugada do dia seguinte.

Dias depois da "festinha", contudo, uma mulher detalhou ter sido agredida fisicamente durante o encontro. Informações do portal The Sun apontam que policiais investigam o possível crime durante o ato sexual. Em entrevista, o gerente do clube, Vibeke Johannesen, afirmou que "está tomando atitudes".

- Estamos cooperando com a Polícia para chegar ao fim deste caso, e estive na delegacia. Temos, naturalmente, um diálogo estreito com aqueles que participaram da festa e há muitas considerações a fazer em um caso inaceitável e triste como este. Externamente, expressamos claramente o que pensamos sobre o fato de uma festa ter sido organizada no estádio em violação às nossas diretrizes internas. Fornecemos as informações que pudemos fornecer e estamos fazendo o possível para ajudar a polícia - ponderou ele.

Atualmente, o Brann ocupa a última colocação do Campeonato Norueguês, somando apenas 10 pontos em 15 jogos. Vale lembrar que a competição possui 16 clubes, sendo três rebaixamentos por pontuação. O próximo jogo da equipe será no dia 19/08.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários