Messi
Divulgação
Messi

O craque Neymar ligou e mandou mensagens ao amigo Lionel Messi para convencê-lo a jogar no PSG, onde vão retomar a parceria dos tempos de Barcelona. Desde a última quinta-feira, o brasileiro atuou como se fosse dirigente do clube francês, segundo o jornalista Fabrizio Romano, especialista em mercado de transferências.

Antes dele, o ex-jogador Leonardo, diretor esportivo do PSG, abordou diretamente o pai de Messi, Jorge, e os advogados do argentino. O próprio presidente do clube, Nasser al-Khelaifi, que não costuma se envolver nas negociações, se juntou às conversas pelo atacante. Uma investida diferente das que foram feitas por outros clubes que desejaram contar com seu futebol, intermediadas regularmente por agentes.

(Veja abaixo fotos da dupla Neymar e Messi)

De acordo com Romano, naquela quinta-feira pela manhã, Messi e seu pai voltaram de Ibiza, onde o jogador passava férias, para assinar sua renovação com o Barcelona. O anúncio do acordo já estava programado, até que o presidente do clube espanhol, Joan Laporta, comunicou que eles não teriam condição de arcar com seu salário - mesmo com o argentino aceitando uma redução de 50%.

Messi já estava decidido a permanecer no clube por onde atuou durante toda a sua carreira profissional. Ao contrário do que cogitara na temporada anterior, ele e sua família queriam permanecer em Barcelona. A reviravolta fez com que o staff do argentino se dispusesse a ouvir o projeto do PSG. Gostaram do que foi apresentado.

Você viu?

Na última sexta, Neymar já confidenciara a companheiros do elenco que teriam um novo integrante no vestiário. O argentino ainda conversou com o seu compatriota, o técnico Mauricio Pochettino. No clube, ele ainda vai encontrar outros dois parceiros de seleção: os meio-campistas Di Maria e Paredes.

Segundo Romano, chegou-se a um acerto verbal no sábado, antes mesmo da coletiva de Messi, na qual negara que seu destino já estava definido. O jornalista revelou ainda que o craque argentino vai receber R$ 214 milhões líquidos por ano em duas temporadas, com opção de estender o vínculo por mais uma. O contrato também prevê um bônus caso o PSG vença a tão sonhada Champions League.

O anúncio oficial da contratação de Messi foi feito ontem, quando o argentino chegou à capital francesa. Nas redes sociais, o clube francês divulgou aos poucos indícios do acerto até a confirmação, pouco depois das 17h pelo horário de Brasília. Torcedores do PSG se aglomeraram desde cedo nos arredores do estádio na esperança de ver o novo ídolo, que vai usar a camisa 30, mesmo número que vestiu em sua estreia no profissional do Barcelona. 

Messi foi apresentado hoje ao lado do presidente do clube. Em sua coletiva, afirmou estar ansioso para treinar e reencontrar companheiros como Neymar e Di Maria e reiterou sua vontade em conquistar a Champions League.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários