Messi
Divulgação
Messi

Enquanto Messi ainda segue na Espanha  e resolve os últimos detalhes para fechar com o PSG, o Barcelona começa a estimar os prejuízos sem a presença do craque, que deixou o clube após 21 anos.

De acordo com a consultora Brand Finance, a saída do astro argentino vai significar uma queda das receitas do clube em €137 milhões, ou seja, cerca de R$ 850 milhões.

Deste valor, €77 milhões (R$ 477 milhões) referem-se a patrocínios, outros €43 milhões (R$ 266 milhões) estão relacionados com a venda de camisas e outros produtos de marketing e, por último, uma perda de €17 milhões em bilheteria de jogos (R$ 105 milhões).

Considerado o segundo clube mais valioso do mundo pela Brand Finance em 2021, o Barcelona, com uma valorização estimada de €1266 milhões (quase 8 bilhões), verá o seu valor reduzido em 11 por cento com a saída do capitão da Argentina.

Você viu?

A saída de Messi da equipe, porém, é só mais um problema para a lista do Barcelona. Antes da pandemia, o clube catalão  primeiro time chegou a ser o primeiro time a atingir US$ 1 bilhão em receitas anuais, porém, agora acumula dívida de cerca de US$ 1,4 bilhão, conforme divulgado no Financial Times.

Em coletiva de imprensa, o presidente do Barça tentou explicar a situação. Venho explicar porque chegamos a esta situação. Infelizmente recebemos uma herança desastrosa e a massa esportiva representa 110% do orçamento. Não temos margem. Sabíamos disso desde que chegamos ao clube, mas nos encontramos em uma situação muito pior do que esperávamos e do que nos haviam dito. As perdas são muito maiores, as dívidas são iguais. O fair play da La Liga não nos permitiu fechar o primeiro contrato de Messi - disse Joan Laporta.

- Não estou disposto a hipotecar o Barcelona por 50 anos, porque o Barça está acima de todos, até mesmo acima de Leo Messi, a quem seremos eternamente gratos. Renovar com Messi trazia certos riscos, que estávamos dispostos a correr, mas era arriscado. O Leo queria ficar, nós queríamos que ele ficasse, mas tínhamos que deixar as emoções de fora, ser frios e temos que obedecer à regra da La Liga, que podia ser mais flexível. Estou triste, mas feliz porque acho que fizemos o melhor pelo clube - completou.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários