Alemanha
Instagram
Alemanha

A partida disputada pelas seleções olímpicas de Honduras e da Alemanha foi suspensa aos 87 minutos, três minutos do final, por supostos insultos racistas a Jordan Torunarigha, alemão de 23 anos e jogador do Hertha Berlin.

O jogador de ascendência nigeriana teria recebido insultos racistas de um membro de Honduras, daí a decisão alemã de deixar o campo quando o placar estava empatado em 1 a 1.

Esta não é a primeira vez que Torunarigha é vítima de insultos racistas. Na partida contra o Schalke em fevereiro do ano passado, o profissional do Hertha foi violentamente insultado, aparentemente havia ruídos de macaco em sua direção.

Naquele jogo de 2020, o jogador do Hertha foi expulso e depois deixou o campo em lágrimas com gestos de nojo e profunda frustração (veja na galeria de fotos abaixo).

Após o ocorrido durante o amistoso, a Federação de Honduras se manifestou e negou o racismo. Segundo ela, "a situação se deve a um mal-entendido no campo de jogo”.

O técnico da Alemanha, Stefan Kuntz, também se manifestou. "Quando um de nossos jogadores recebe insultos racistas, continuar a jogar não é uma opção. Jordan ficou terrivelmente chateado porque disse que eles o insultavam repetidamente de forma racista. Fizemos contato visual e isso foi claro para nós: isso viola nossos valores, não podemos tolerar isso", apontou.

Em campo, quando o clima se acalmou, a seleção hondurenha se aproximou do banco alemão para se desculpar: "Depois que a situação se acalmou um pouco, toda a equipe hondurenha se aproximou de nós no banco e pediu desculpas. Esse foi o fim do assunto para nós", disse o técnico. Porém, mesmo assim decidiram abandonar a partida.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários