Eriksen
Instagram
Eriksen

Enfim, boas notícias. Após sofrer um mal súbito na primeira rodada da Eurocopa , Christian Eriksen usou as suas redes sociais para se pronunciar oficialmente pela primeira vez.

O meio-campista se mostrou grato pelas muitas mensagens de apoio que tem recebido desde que está internado. Ele também diz "estar bem" e torcendo para a Dinamarca na competição.

"Olá a todos. Muito obrigado pelos doces e fantásticos cumprimentos e mensagens de todo o mundo. Significa muito para mim e para a minha família. Estou bem dadas as circunstâncias", escreveu, no Instagram, o jogador de 29 anos.

(Veja na galeria abaixo fotos da carreira do jogador)

"Ainda tenho de realizar alguns exames no hospital, mas sinto-me bem. Agora, irei apoiar os jogadores da seleção dinamarquesa nos próximos jogos. Joguem por toda a Dinamarca. Com os melhores cumprimentos, Christian" concluiu.

A boa recuperação do jogador do Inter de Milão, no entanto, não é indicativo de um rápido retorno aos gramados. Enquanto a seleção da Dinamarca voltará a campo na quinta-feira contra a Bélgica, o futuro de Eriksen é incerto a partir de agora.

(Veja na galeria abaixo o desespero da esposa do jogador)

O atacante de 29 anos terá de realizar uma minuciosa investigação das possíveis causas da súbita parada cardíaca. Com passagens pelas principais ligas europeias, o dinamarquês nunca teve qualquer cardiopatia identificada. Na Itália, por exemplo, há leis rígidas que não permitem atletas com sérios riscos cardíacos competirem no alto rendimento.

O rápido e adequado atendimento recebido pelo atacante dinamarquês Christian Eriksen, na partida contra a Finlândia pela Eurocopa, foi fundamental para que o jogador não fizesse parte das estatísticas em casos de mal súbito: 95% das pessoas que sofrem paradas cardíacas fora de um ambiente monitorado morrem ou ficam com sequelas neurológicas.

Estado estável

Eriksen continua internado em condição estável depois de desmaiar durante partida da Eurocopa contra a Finlândia, segundo informou a Federação Dinamarquesa de Futebol. Segundo comunicado, "Eriksen enviou saudações aos companheiros (a seleção perdeu o jogo contra a Finlândia por 1 a 0). Sua condição é estável e ele continua hospitalizado para exames adicionais".

Você viu?

Ex-médico no Tottenham, Sanjay Sharma, declarou que o jogador sofreu uma parada cardíaca e que "morreu por alguns minutos". Chegou a dizer ainda que acredita que "sua carreira no futebol possivelmente acabou".

O médico da seleção dinamarquesa, Morten Boesen, confirmou a informação em entrevista coletiva. Boesen falou que Eriksen sofreu uma parada cardíaca e, por isso, precisou de uma manobra de ressuscitação.

O jogador da Inter de Milão desmaiou aos 43 minutos de jogo no Parken Stadion. Foi atendido no gramado pelos médicos que tentaram reanimá-lo por quase 15 minutos. Só foi transferido para o hospital após estar estabilizado.

— Não sei se ele vai jogar futebol novamente. Francamente, ele morreu hoje, mesmo que por alguns minutos, mas ele morreu. Um profissional médico permitiria que ele morresse de novo? A resposta é não. A boa notícia é que ele vai viver. A má notícia é que chega ao fim sua carreira. Se vai jogar outra partida de futebol profissional não posso dizer; no Reino Unido ele não jogava, seríamos muito rigorosos — concluiu Sharma, que preside o grupo de especialistas em cardiologia da Federação Inglesa (FA).

Segundo Boesen, Eriksen tem quadro estável:

— Está bem dentro das circunstâncias. Conversei com Christian várias vezes e ele conversou com os jogadores. Ele continuará sendo observado, e os exames estão OK, ao que parece — disse Boesen.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários