Villa
Reprodução
Villa

A Justiça argentina decidiu que o atacante do clube Boca Jrs., Sebastián Villa, vai a julgamento, após ser denunciado em abril de 2020 por sua ex-esposa. O jogador colombiano é acusado de ter espancado e agredido verbalmente Daniela Cortés, na casa em que moravam, em Buenos Aires.

A decisão foi tomada pelo juiz de garantias de Esteban Echeverría, Javier Maffucci Moore, depois que a promotoria considerou na investigação preliminar uma "probabilidade positiva" de agressão. A defesa do jogador de futebol, comandada pelo advogado Martín Apolo, afirmou que apelará da medida no prazo legal, que é de cinco dias úteis.

Villa
Reprodução
Villa

A denúncia que recai sobre Villa é pelos ferimentos leves agravados pela relação e pela violência de gênero em um confronto com ameaças coercitivas. A pena estimada é de 5 a 10 anos de prisão.

O legista que compareceu no caso apontou que Cortés apresentava vários ferimentos, entre eles edemas na cabeça, braço e coxa. Um vídeo postado por Cortés mostrou imagens dela visivelmente espancada. Além disso, ele relatou eventos violentos vividos ao lado do jogador de futebol do Boca, a quem descreveu como "um abusador, tanto física quanto psicologicamente".

Na Colômbia, segundo a mídia local, o jogador tem outra denúncia de violência de gênero, dessa vez contra outra ex-namorada, Alexandra Marín. Dias atrás, o técnico da seleção colombiana Reinaldo Rueda disse que o futebolista não fez parte da convocatória para a Eliminatória e para a Copa América "por questão legal".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários