Cicinho e Robinho
Divulgação
Cicinho e Robinho


O ex-lateral Cicinho relembrou um momento marcante da passagem dele pelo Real Madrid, entre 2005 e 2007, no 'Arena SBT' desta segunda-feira ao abordar a treta que rolou entre Robinho e o volante Thomas Gravensen, em 2006. O comentarista contou que correu para defender o compatriota e acabou se tornando alvo da fúria do dinamarquês.

- No Real Madrid eu quase apanhei por causa do Robinho. Quando o Robinho deu um soco no rosto do Gravensen, nós entramos para ele não ir para cima do Robinho, e ele olho para quem? Para mim. E veio. Eu corri pro vestiário. O Julio Batista agarrou ele, que ele ia massacrar o Robinho. Eu estava na frente, ia ser o primeiro a apanhar - contou.

Em 2019, Julio Baptista contou detalhes da briga para uma rádio espanhola e lembrou que Gravensen, revoltado, repetia que queria 'matar' Robinho.

- A pré-temporada foi engraçada. Imagina... Gravesen estava um pouco louco, e Robinho deu uma pedalada. Ele grunhiu. Depois, Robinho deu outra (pedalada) e Gravesen deu uma pancada. Robinho olhou e lhe deu um empurrão no peito. E se montou a confusão - disse Julio Baptista, na ocasião.

- Gravesen queria matá-lo. Capello tirou os dois do treinamento. Robinho ia para o vestiário, e Gravesen me olhou e disse: "Vou matá-lo, vou matá-lo" - concluiu.

Após a treta, o treinador Fabio Capello decidiu expulsar os dois da atividade e após alguns dias, o dinamarquês foi contratado pelo Celtic.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários