Neymar
Divulgação
Neymar

Wagner Ribeiro, antigo empresário de Neymar , concede uma longa entrevista ao jornal francês L'Équipe na qual falou sobre as diversas negociações envolvendo o brasileiro, desde a época da saída do Santos para o Barcelona .

Em um dos trechos, ele garante que o atacante esteve perto de retornar à Espanha em 2019, dois anos após assinar com o PSG . Porém, essa volta não seria para o seu antigo clube, mas para o Real Madrid. Wagner Ribeiro revelou que os merengues estavam dispostos a pagar o que fosse preciso pelo brasileiro, mas o PSG rejeitou a saída.

"Neymar esteve perto de ir para o Real Madrid. Estavam dispostos a pagar 300 milhões de euros por ele (R$ 2 bilhões na cotação atual), mas Nasser (Nasser Al Khelaifidono, dono do PSG) recusou. 'Nem por mil milhões. Ele não vai sair!', me disse ele", concluiu.

E essa não foi a primeira vez que o Real tentou a contratação. Segundo Wagner Ribeiro, ainda na época do Santos, os merengues tentaram de tudo para levar Neymar, mas o jogador queria jogar com Messi no Barcelona.

Você viu?

"Florentino (Pérez, presidente do Real Madrid) achou que já o tinha. Aceitou uma oferta que lhe fiz. Estava disposto a pagar 40 milhões ao Santos e cumprir tudo o que pedíssemos. O pai pediu-lhe tempo porque Neymar preferia o Barça. O Real Madrid insistiu. Mandaram três dirigentes, advogados, ficaram 20 dias lá e disseram-me: 'Vem, amanhã assinamos!' Mas o Neymar não queria ir para o Madrid, queria jogar pelo Barcelona. O Messi e o Piqué o chamaram", contou.

Wagner Ribeiro confessou ainda que se sentiu "humilhado" quando viu Neymar a ser apresentado no Barcelona. "Ele queria jogar com o Messi. Essa foi a escolha dele. Eu o respeitei, embora não tenha sido bom para mim. Quando ele assinou e foi apresentado, me senti humilhado. Eles não me deixaram participar. Me fou bem com Florentino Pérez. Eles me deixaram de fora de tudo. Foi injusto", atirou ele, garantindo que não ganhou nada com a negociação.

Por fim, Wagner Ribeiro garante que o brasileiro ficará no PSG. “Ele está feliz lá. Nenhum clube do mundo pode oferecer o que o PSG oferece. Só eles podem pagar Neymar. Madrid tem problemas financeiros. O Barça? Ainda pior. Nem na Itália, nem o United ou o City. Em Paris, ele vive bem e joga em uma equipe muito boa. Nesta temporada eles vão ganhar a Champions League e Neymar será a bola de ouro", aponta.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários