Neymar
Divulgação
Neymar

Neymar está muito próximo de renovar com o PSG  e já tem em mente o que quer conquistar na carreira e o que espera da sua vida particular.

Em entrevista ao Daily Mail, o atacante falou claramente dos seus objetivos com o PSG - rival do Barça na Liga dos Campeões - na seleção brasileira, de sua vida fora de campo, de uma hipotética e futura transferência para a Premier League e do que espera em 2021.

“Não sou motivado por derrotas, sou motivado por vitórias que uma vez conquistei na minha vida e na minha carreira. Sei o que é ganhar uma Champions League e tenho a certeza que vou mais uma vez chegar à final com o PSG. Gostaria de vencer com o PSG e ganhar a Copa do Mundo com o Brasil", afirma.

Questionado sobre se jogar na Inglaterra seria uma opção na carreira. “Não consigo assistir muito à Premier League, mas ouvi dizer que há muito contato físico envolvido no jogo. Mas a liga francesa também tem muito contato físico. Londres é uma das cidades que mais amo no mundo por causa de sua cultura. Paris também tem, claro, mas quem sabe um dia (sobre se mudar para a Inglaterra)", disse.

Sobre as polêmicas fora do campo, com festas, cortes de cabelo e jogos de pôquer, ele diz que mantém o equilíbrio certo. “Nos jogadores de futebol precisamos ter tempo para nos divertir e pensar em outros assuntos, como todo mundo. É natural, é assim que o mundo funciona. Todos nós sabemos conciliar adequadamente o nosso tempo de trabalho com o tempo que temos para passar com a família, amigos ou apenas nos divertir. Não somos diferentes de ninguém no que diz respeito à relação entre trabalho e lazer. Claro, devido à nossa posição pública, temos que nos preservar um pouco mais. Não podemos realizar certas atividades que podem prejudicar nosso corpo, mas na realidade temos o dever de buscar distrações fora do campo para manter nossa mente leve e focada em nossa profissão", diz.

Por fim, falou da principal ambição fora dos campos e deseja algo muito simples, mas que se tornou impossível com o novo coronavírus. "Acho que 2020 mudou nossas esperanças e expectativas, certo? A pandemia nos forçou a pensar de forma diferente, então acho que o que eu gostaria é poder abraçar a todos como fazíamos antes de tudo isso acontecer", concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários