Sebastian Coltescu
Reprodução
Sebastian Coltescu

Sebastian Coltescu, apontando cono o culpado dos polêmicos acontecimentos ocorridos na partida entre PSG, do brasileiro Neymar, e o Basaksehir , pela Champions League , deu sua versão dos acontecimentos depois do ocorrido.

O protagonista não hesitou em se pronunciar sobre o assunto e se defender do ocorrido, embora até agora só o tenha feito por meio de um telefonema com sua família, que o jornal romeno "Pro Sport" teve acesso.

“Só estou tentando ser bom. Não vou ler nenhum site de notícias hoje. Quem me conhece sabe que não sou racista! Pelo menos espero que sim”, apontou.

O árbitro principal, por sua vez, não dá declarações Os meios de comunicação franceses contactaram Ovidiu Hategan, que preferiu se manter calado após o que aconteceu: "Não podemos dar qualquer declaração, temos primeiro de falar com a UEFA. Normalmente, responderia, mas esta noite não posso. Obviamente, estamos arrasados, mas respeite o nosso silêncio e compreenda a situação”, explicou.

Por sua vez, Ionut Stroe, ministro dos esportes da Romênia, pediu "desculpas em nome do esporte romeno" em referência à expressão racista supostamente usada pelo quarto árbitro contra o ex-camaronês Pierre Achille Webo, membro do Equipe técnica do Basaksehir Istanbul.

"Peço desculpas em nome do esporte romeno por este infeliz incidente. Condenamos veementemente qualquer tipo de expressão ou declaração que possa ser considerada racista ou discriminatória. O esporte é algo completamente diferente. Espero não chegar a um escândalo diplomático", declarou Stroe, que conclui afirmando que "serão tomadas medidas, assim que a UEFA realmente disser o que aconteceu".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários