Barcelona
Instagram
Barcelona

O Dínamo de Kiev não conseguiu somar pontos na visita ao Camp Nou, com o jogo na Champions League terminando 2 a 1 para o Barcelona. Porém, um dos jogadores do time ucraniano teve o que comemorar.

O uruguaio Carlos de Pena ganhou a camisa do Lionel Messi ao final da partida e, em entrevista, contou que foi premiado graças a uma "negociação" que envolveu o compatriota e ex-Barcelona, Luis Suárez.

“Fiz um acerto prévio com o Luis Suárez, já falei com ele mais de uma vez. Ele foi muito simpático e conversou com o Leo. No final da partida o Messi me deu a camisa no vestiário, eu dei a minha para ele ”, disse De Pena.

Sobre o feito, o jogador lembrou da importância do craque argentino. “Messi é agora o único líder do Barça, o único que tem para comandar a quipe. Antes ele tinha jogadores que o acompanhavam mais. Para mim, até o dia em que se aposentar, ele continuará sendo o melhor”, disse.

Chama a atenção que a camisa estava sendo disputada também pelo técnico do do Dínamo, Mircea Lucescu, que saiu correndo para pedir a camisa de Leo.

Assim que terminou o jogo, o romeno interrompeu a caminhada rápida de Messi para lhe fazer o pedido. Embora não tenha dado a ele na hora, a Pulga ficou alguns segundos conversando com o treinador e garantiu que entregaria a camisa posteriormente.

A boa notícia para o treinador é que, no próximo dia 24 de novembro, os dois times voltam a se enfrentar, agora em terras ucranianas, e ele poderá ter mais uma chance.

Após o jogo o atacante do Dínamo Kiev, De Pena, também analisou as chances do Barça na competição. "O Barça tem grandes jogadores. Candidatos à Champions League? O futebol às vezes surpreende. O Barça tem qualidade, experiência e cartel”, declarou.

    Leia tudo sobre: Lionel Messi

    Veja Também

      Mostrar mais