Lance

Santos x Defensa y Justicia
Reprodução/Twitter Conmebol
Santos x Defensa y Justicia

Pela última rodada do grupo G da Conmebol Libertadores , o Santos bateu o Defensa y Justicia por 2 a 1, de virada, nesta terça-feira (20), na Vila Belmiro. Com o resultado, o Alvinegro passa a ter a melhor campanha da primeira fase da competição continental, e torce para o Palmeiras não vencer o Tigre (ARG), nesta quarta-feira (21), pelo grupo B, às 21h30, no Allianz Parque, e assim confirmar a liderança geral da fase de grupo, enquanto a equipe portenha está eliminada do torneio sul-americano.


O Defensa abriu o placar com Romero aos seis minutos do segundo tempo. O Peixe empatou com Lucas Braga, aos 32, e virou com Marcos Leonardo, aos 47. A dupla anotou os seus primeiros gols em Libertadores, enquanto Braga fez o seu primeiro com a camisa santista.

PEIXE COMEÇA MELHOR

Santos e Defensa y Justicia fizeram um primeiro tempo bastante equilibrado, mas com o Peixe chegando com perigo mais vezes que os argentinos.

Os cinco primeiros minutos de jogo foram do Alvinegro, com Kaio Jorge desperdiçando a oportunidade de sair na frente, após boa construção de Soteldo e Arthur Gomes. O centroavante se antecipou a marcação na entrada da pequena área, mas mandou pra fora.

O Defensa y Justicia respondeu rapidamente e passou a concentrar as suas ações ofensivas, mas sem muita ofensividade. Por sua vez, o Peixe marcava em cima, com transições rápidas ao ataque, mas os santistas, embora ligados, falhavam na definição das jogadas.

DEFENSA ACORDOU

Se a primeira metade da etapa inicial foi santista, o Defensa y Justicia cresceu na sequência. Até mesmo aproveitando a frouxa marcação do Peixe. Em situações como essa, os argentinos avançaram como liberdade e arriscaram de fora da área, onde tiveram as grandes oportunidades.

Braian Romero, Isnaldo e Pizzini foram os responsáveis pelas principais chegadas do Defensa y Justicia nos primeiros 45 minutos.

ARGENTINOS VOLTAM COM TUDO

Precisando da vitória para confirmar a sua classificação às oitavas de final da Conmebol Libertadores, o Defensa y Justicia foi pra cima logo nos primeiro minutos na etapa final, e logo aos seis minutos a equipe argentina abriu o placar, em uma grande jogada de Frías, que passou como quis pela marcação santista pelo lado direito, soltou para Pizzini, que cruzou para Braian Romero ganhar nas costas da marcação e abrir o placar.

KAIO JORGE ABUSA DE PERDER GOLS

O Peixe não conseguiu responder a altura após sofrer o gol. O time caiu muito na etapa final, teve dificuldades de criação, com Diego Pituca muitas vezes sendo o responsável por isso, e quando chegava Kaio Jorge abusou de perder gols. Em toda a partida foram pelo menos três grandes chances desperdiçadas, e ainda que fosse muito importante marcando a saída de bola do Defensa y Justicia, caindo pelas laterais e levando consigo a marcação, o jogador foi muito mal no quesito definição.

DEFENSA DESLIGA, E SANTOS EMPATA

Na metade final do jogo, o Defensa y Justicia que se mostrou disposto a propor o jogo na maior parte do tempo, acabou abaixando as suas linhas e cedendo espaços ao Peixe, que não conseguia criar, mas em sua primeira descida pelo lado direito Pará cruzou para a entrada da grande área, Lucas Braga desviou de cabeça e fez goleiro Unsain espalmar, no rebote Wagner Leonardo cruzou por baixo e Braga, com o gol vazio, empatou o jogo.

SANTOS VIRA NO FINAL

Aos 47 minutos do segundo tempo, o Santos dispara em um contra-ataque e a bola é cruzada rasante para o garoto Marcos Leonardo, que havia acabado de entrar, empurrar para o gol vazio e garantir a vitória.

Assim como na primeira rodada, no dia 03 de março, em Buenos Aires, o Santos virou a partida com os seus gols saindo de atletas que nunca haviam anotado na competição sul-americana.

    Veja Também

      Mostrar mais