Lukaku é eleito o melhor jogador da última edição da Liga Europa
Lance!
Lukaku é eleito o melhor jogador da última edição da Liga Europa

O belga Romelu Lukaku , atacante do Inter de Milão e da seleção belga, reconheceu neste sábado que sua família lutou contra a fome até os seus 16 anos de idade.

“Quando meu pai (também jogador de futebol) parou de jogar, eu tinha seis anos e na minha família não tínhamos mais dinheiro. Minha mãe tinha diabetes, mas tinha que continuar trabalhando. Até os meus 16 anos não era fácil. À noite meus pais não jantavam para nos dar comida (para ele e seu irmão Jordan)", disse Lukaku, que participou do Festival de Esportes, organizado pelo jornal italiano" La Gazzetta dello Sport ".

Lukaku, nascido na Antuérpia em 1993 e criado nos humildes bairros de Bruxelas, foi uma das crianças prodígios da peneira do Anderlecht e estabeleceu-se aos 16 anos na equipe principal, até chegar à Premier League com apenas 18 anos , quando o Chelsea o contratou.

"Meu desejo de me afirmar surgiu na minha juventude, já que tinha a itenção de recompensar os sacrifícios da minha mãe", disse Lukaku, que após algumas experiências no West Bromwich, Everton e Manchester United, assinou no ano passado pelo Inter de Milão e, agora, recebe 7,5 milhões de euros líquidos por temporada.

“Eu só pensava em futebol, acordava e pensava em me tornar um jogador de futebol de elite. Ia para a escola e depois treinar, nada mais. Quando não estava em casa, tudo que fazia era jogar bola”, disse Lukaku, referindo-se à sua juventude difícil.

O atacante belga, que marcou 34 gols em sua primeira temporada como jogador do Inter, também é hoje um símbolo de autodesenvolvimento e um ícone na luta contra o racismo. Nesse sentido, em sua entrevista, ele reconheceu que teria adorado conhecer o sul-africano Nelson Mandela, além da estrela do Los Angeles Lakers, Kobe Bryant, que faleceu tragicamente em janeiro passado.

    Veja Também

      Mostrar mais